PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Argentino Néstor Pitana será árbitro da final da Taça Libertadores

27/10/2021 16h32

Assunção, 27 out (EFE).- O argentino Néstor Pitana foi o escolhido para apitar a final da Taça Libertadores da América entre Palmeiras e Flamengo, que será realizada no dia 27 de novembro, em Montevidéu, no Uruguai, anunciou nesta quarta-feira a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol).

Os assistentes serão seus compatriotas Juan Belatti e Gabriel Chade, enquanto o árbitro responsável pelo VAR será o chileno Julio Bascuñán.

Da mesma forma, os assistentes no VAR serão o argentino Germán Delfino, o colombiano Alexander Guzmán junto com os uruguaios Leodán González e Darío Ubríaco, enquanto o gerente de qualidade será o chileno Carlos Astroza.

A partir de 20 de novembro, o Uruguai estará no centro das atenções esportivas do continente com a realização em Montevidéu das três principais finais sul-americanas: a Copa Sul-Americana e as Libertadores masculina e feminina.

As finais masculinas serão disputadas no mítico estádio Centenário, palco da final da primeira Copa do Mundo, em 1930, enquanto a Libertadores feminina será decidida no estádio Gran Parque Central.

Esses duelos estão despertando a expectativa das autoridades diante da chegada de turistas - já que as fronteiras do país serão reabertas no dia 1º de novembro após quase dois anos - e também colocam um olho na segurança, já que é esperada a chegada de uma grande quantidade de torcedores de Flamengo e Palmeiras.

Além disso, nesta última segunda-feira a Secretaria Nacional de Esportes do Uruguai confirmou a ampliação para 75% da capacidade permitida nos estádios, o que significa que 45 mil pessoas poderão assistir a partida das arquibancadas.

O estádio Centenário sediará no dia 20 de novembro a final da Copa Sul-Americana entre Athletico-PR e Red Bull Bragantino e, uma semana depois, a da Libertadores, entre Palmeiras e Flamengo. Enquanto a Libertadores feminina - que ainda não tem seus finalistas - será no dia 21 de novembro no Gran Parque Central. EFE

Esporte