PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Real vence Barcelona em Camp Nou lotado em 1º superclássico pós-Messi e CR7

24/10/2021 21h04

Barcelona, 24 out (EFE).- Na primeira vez em 12 anos em que Barcelona e Real Madrid se enfrentaram sem que Lionel Messi e Cristiano Ronaldo estivessem em seus respectivos elencos de forma contemporânea, o time madrilenho levou a melhor em um estádio Camp Nou com mais de 86 mil espectadores e venceu por 2 a 1 o duelo válido pela 10ª rodada do Campeonato Espanhol.

Com o resultado, o Real chegou a 20 pontos e se igualou na ponta da tabela a Sevilla e Real Sociedad, embora este último possa se isolar na liderança ainda hoje, dependendo do resultado que tiver em confronto fora de casa com o Atlético de Madrid. O Barcelona, por sua vez, aparece em oitavo, com 15 pontos, fora das zonas de classificação para a Liga dos Campeões e a Liga Europa.

Desde a chegada de Cristiano Ronaldo ao Real Madrid, em 2009, este foi o primeiro superclássico espanhol sem que ele - que foi para a Juventus em 2018 e atualmente está no Manchester United - e Messi, que foi contratado pelo Paris Saint-Germain neste ano, estivessem simultaneamente em um dos times.

Os dois marcaram um capítulo histórico na rivalidade entre as equipes, que agora, vivendo a página seguinte, sem ídolos à altura, vivem estágios diferentes - os catalães tentam se reerguer economicamente e reconstruir um time forte, enquanto os 'merengues' têm mostrado mais consistência e melhores resultados, embora sem brilho.

Jogando em casa, o Barcelona poderia ter largado na frente no placar, mas perdeu uma incrível chance com Dest aos 25 minutos do primeiro tempo, quando o americano, de frente para o gol, chutou mal, em cima do goleiro Courtois.

Melhor para o Real, que pouco depois, aos 32, abriu o marcador com um contra-ataque letal. Alaba ganhou a bola na defesa, a deixou com Vinícius Júnior no flanco esquerdo e arrancou para o ataque. Antes do meio de campo, o brasileiro inverteu a jogada para Rodrygo, que dominou perto do círculo central e deu outro passe em diagonal, mas rasteiro, para o austríaco. Da entrada da área, ele chutou cruzado, forte, para estufar a rede de Ter Stegen e fazer seu primeiro gol pelo Real Madrid logo na partida contra o arquirrival.

Na etapa final, aos 48, o segundo gol do time madrilenho também nasceu de um contra-ataque fulminente. Lucas Vásquez recebeu a bola na faixa central e tocou de primeira em profundidade para Asensio disparar em direção à meta e finalizar cruzado perto da pequena área. Ter Stegen conseguiu espalmar, mas o próprio Vásquez, que acompanhava o lance, se esticou e aproveitou o rebote para marcar.

O Barcelona conseguiu descontar aos 51, no último lance, após Dest avançar pela direita até quase a linha de fundo e cruzar à meia altura para Agüero, na área, escorar para o fundo da rede.

Quatro brasileiros foram titulares do Real Madrid no duelo: Éder Militão, Casemiro, Rodrigo e Vinícius Júnior, enquanto Marcelo ficou todo o jogo no banco. No Barcelona, Philippe Coutinho entrou no segundo tempo, e Neto não saiu da reserva. EFE

Esporte