PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Torcedores do Cerro Porteño ajudam em vacinação de gestantes

17/06/2021 02h14

Assunção, 16 jun (EFE).- O Cerro Porteño recorreu aos seus torcedores para cuidar do transporte de mulheres grávidas de suas casas para os centros de vacinação contra o coronavírus a serem criados pelo Ministério da Saúde neste sábado, no chamado "Dia E", destinado exclusivamente à imunização de gestantes.

A iniciativa do clube da primeira divisão do Paraguai, adversário do Fluminense nas oitavas de final da Taça Libertadores, tem a aprovação das autoridades sanitárias, que esperam que as ações sejam replicadas entre outros voluntários.

"Vamos levar mulheres grávidas e aqueles meninos e meninas que estão no útero. Vamos levá-los para que possam ser vacinados contra o coronavírus", declarou um dos diretores do clube, Victor Ibarrola, em entrevista coletiva nesta quarta-feira.

Ibarrola também pediu para os sócios do Cerro contribuírem com seu tempo e veículos para garantir o transporte das gestantes aos centros de vacinação, que no caso de Assunção será realizado na Secretaria Nacional de Esportes (SND).

O diretor do Programa Ampliado de Imunização (PAI), Héctor Castro, agradeceu o gesto do clube de Barrio Obrero por tornar possível o que definiu como "festa de promoção da saúde" e permitir que as mulheres grávidas tenham acesso à vacinação da maneira mais fácil possível.

O Ministério da Saúde forneceu à direção do Cerro uma lista de gestantes registradas para que elas possam contatá-las e organizar a logística dos deslocamentos. O clube garantiu que todos os protocolos de saúde serão seguidos e que os motoristas serão identificados para garantir a paz de espírito e a segurança das mulheres.

Castro acrescentou que o pessoal da associação de obstetras estará no local da SND para aconselhar e acompanhar as gestantes, que para serem inoculadas precisarão ter 18 anos ou mais e pelo menos 20 semanas de gestação.

Até o momento, as autoridades sanitárias descartam a vacinação de mães lactantes por considerarem que elas não estão dentro da população-alvo e não têm comorbidades.

O Ministério da Saúde tem cerca de 12 mil gestantes registradas, das quais cerca de 3 mil receberam a dose do imunizante da Moderna até agora.

O plano de vacinação do Paraguai visa atingir cerca de 4,7 milhões entre os 7 milhões de habitantes. Desde fevereiro, quando a campanha de vacinação começou, o número de pessoas inoculadas com pelo menos uma dose é de 506.858, segundo o próprio o Ministério da Saúde. O país vizinho registrou até agora 10.699 mortes por Covid-19 e 396.149 casos confirmados de infecção.

Esporte