PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Uefa bane assessor de imprensa de clube do Azerbaijão por racismo

26/11/2020 17h28

Redação Central, 26 nov (EFE).- A Comissão de Controle, Ética e Disciplina da Uefa baniu do futebol Nurlan Ibrahimov, chefe da assessoria de imprensa do Qarabag, clube do Azerbaijão, por condutas racistas, discriminação e violação das normas básicas de comportamento.

A informação sobre a sentença imposta, que impedirá o profissional de exercer qualquer atividade relacionada à modalidade foi divulgada nesta quinta-feira pela entidade continental.

Ibrahimov havia sido suspenso preventivamente no último dia 3, por postar nas redes sociais uma mensagem em que defendia o extermínio da população da Armênia, antiga república soviética, que entrou em conflito recente com o Azerbaijão.

De acordo com a sentença imposta, o assessor de imprensa violou os artigos 14, que se refere a racismo e outras condutas discriminatórias, e 11(2), sobre violação das normas de conduta, do regulamento disciplinar das competições da entidade.

Além de banido do futebol, Ibrahimov ainda terá que pagar uma multa de 100 mil euros (R$ 636,6 mil).

Recentemente, Azerbaijão e Armênia travaram por semanas violentos combates pelo controle da região de Nagorno-Karabakh, na fronteira dos dois países. No último dia 10, foi anunciado um cessar-fogo, que teve intermediação a Rússia.

O conflito remonta aos tempos da União Soviética, quando no final da década de 1980, o território azerbaijano, povoado principalmente por armênios, solicitou sua incorporação ao vizinho. Isso resultou em guerra que deixou cerca de 25 mil pessoas mortas.

Esporte