PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Presidente da liga espanhola diz que adeus de Messi não seria desastroso

Messi marcou o primeiro gol do Barcelona na vitória por 5 a 1 sobre o Ferencváros - Luis Gene/AFP
Messi marcou o primeiro gol do Barcelona na vitória por 5 a 1 sobre o Ferencváros Imagem: Luis Gene/AFP

26/10/2020 18h39

Valência (Espanha), 26 out (EFE).- O presidente da liga que organiza o Campeonato Espanhol, Javier Tebas, admitiu torcer para que o atacante argentino Lionel Messi continue no Barcelona, mas afirmou que a competição conseguiria se manter atrativa sem a presença do astro.

"Prefiro que ele fique, mas não é uma questão de vida ou morte", disse o dirigente durante uma conferência em uma universidade localizada na cidade de Valência.

Messi, inclusive, esteve perto de deixar o Barcelona no fim da última temporada, após acionar uma cláusula pactuada com a direção do clube, mas desistiu. Tebas admitiu que o adeus precoce poderia ter prejudicado a imagem da liga.

"Nossos direitos das próximas quatro temporadas já estavam firmados. Teríamos tido três anos para nos recuperar", explicou.

O presidente da liga que organiza o Campeonato Espanhol afirmou, inclusive, que a ida do atacante português Cristiano Ronaldo do Real Madrid para a Juventus, da Itália, não chegou a ser determinante para que a Série A do 'calcio' decolasse.

Futebol