PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Emocionado, Suárez se despede do Barcelona: "Um sonho realizado"

24/09/2020 13h50

Barcelona, 24 set (EFE).- O atacante Luis Suárez não segurou as lágrimas nesta quinta-feira, ao se despedir do Barcelona, e afirmou que, "além de um jogador, está indo embora um ser humano que tem sentimentos".

Emocionado e com a voz embargada desde que começou a falar, o uruguaio disse que sempre será agradecido ao clube pela confiança recebida desde que foi contratado, em 2014.

"O Barça sabia das condições que eu vinha, que havia cometido um erro (Suárez tinha sido suspenso por quatro meses por morder o zagueiro italiano Giorgio Chiellini na Copa do Mundo), e sempre serei agradecido por isso", confessou.

As lágrimas de Suárez deram lugar a um sorriso quando o auditório do Camp Nou exibiu um vídeo com seus melhores momentos com a camisa do Barcelona.

"Vou levar amigos daqui", garantiu o atacante, na presença da esposa, Sofía Balbi, e de alguns jogadores da equipe, como Lionel Messi, Sergio Busquets, Gerard Piqué, Sergi Roberto e Jordi Alba, além do presidente do clube, Josep Maria Bartomeu, que destacou "seu carisma, seu lado humano e, principalmente, seu lado esportivo, que faz parte da lenda do Barça".

Luis Suárez sai para o Atlético de Madrid como o terceiro maior artilheiro da história do Barcelona, com 198 gols, e com 13 títulos em seis temporadas: um da Liga dos Campeões, um do Mundial de Clubes, um da Supercopa Europeia, quatro do Campeonato Espanhol, quatro da Copa do Rei e dois da Supercopa da Espanha.

"Foi um sonho realizado, mas nunca imaginei chegar a esses números. Aqui é preciso render sempre o máximo e não dá para saber quantos anos você vai ficar. Saio mais do que orgulhoso e satisfeito dos anos espetaculares e maravilhosos no Barça", comentou.

Ao explicar o motivo pelo qual escolheu se transferir para o Atlético de Madrid, Suárez, de 33 anos, disse acreditar que ainda pode render em uma equipe de alto nível.

"Eu me sinto capacitado para continuar jogando no Campeonato Espanhol, estou muito animado e quero provar que posso continuar competindo, se não no Barcelona, em outra equipe", analisou. EFE

gmh/vnm

(foto) (vídeo)

Esporte