PUBLICIDADE
Topo

Espanhol - 2019/2020


Lateral do Getafe nega ter chamado Militão de "macaco" em jogo contra Real

Eder Militão durante coletiva de apresentação no Real Madrid - JUAN MEDINA/REUTERS
Eder Militão durante coletiva de apresentação no Real Madrid Imagem: JUAN MEDINA/REUTERS

04/01/2020 16h18

Getafe (Madri), 4 jan (EFE) — O lateral Marc Cucurella, do Getafe, usou as redes sociais neste sábado para negar ter chamado o zagueiro brasileiro Éder Militão, do Real Madrid, de "macaco" depois de uma discussão entre eles em jogo pelo Campeonato Espanhol.

"Gostaria de esclarecer que em nenhum momento insultei ou desqualifiquei Militão. Minhas palavras foram 'Cierra el p... pico' (fecha o p... bico, em catalão)", escreveu o jogador no Twitter.

"Peço perdão se alguém se sentiu ofendido por isso. Essas são as únicas declarações que farei sobre o caso", afirmou o jogador, que pertence ao Barcelona e foi emprestado ao Getafe.

Jornalistas espanhóis afirmaram, ao ver imagens da partida, que Militão teria sido vítima de um insulto racista proferido por Cucurella, que teria dito "cállate p... mico" (cale-se p... macaco) para o brasileiro, algo negado pelo jogador do Getafe.

O Real e Militão não se pronunciaram sobre o caso até o momento.

A discussão entre os dois ocorreu quando o Getafe já perdia para o Real Madrid, que bateu o adversário por 3 a 0 e reassumiu a liderança do Campeonato Espanhol.