Topo

Esporte


Tabárez comemora goleada e revela incertezas antes de estreia na Copa América

16/06/2019 22h59

Belo Horizonte, 16 jun (EFE).- Satisfeito com a boa estreia do Uruguai no grupo C da Copa América, com uma goleada sobre o Equador por 4 a 0 em Belo Horizonte, o técnico Óscar Tabárez revelou que antes da partida se preocupou com a parte física dos atacantes Luis Suárez e Edinson Cavani, que retornavam de lesão.

"Destes jogadores, eu sempre espero o melhor, porque têm um grau muito elevado de compromisso com a seleção. Luis Suárez fez o primeiro jogo depois de ter se machucado, Cavani também teve uma lesão importante... Eram muitas incertezas", declarou o treinador em entrevista coletiva no Mineirão, palco da partida.

Tabárez minimizou o placar elástico, mas admitiu que uma vitória por quatro gols de diferença tira parte do nervosismo gerado pela competição.

"Os torneios são feitos para ver quem é o melhor, e é preciso vencer os jogos para isso. Mais que a diferença de gols, o objetivo é vencer os jogos. Superamos dificuldades impostas pelo adversário, como as bolas longas do começo, e obtivemos uma vitória que nos dá tranquilidade e aumenta autoestima", comentou.

A bicampeã mundial começou a construir a goleada logo aos cinco minutos de jogo, com um bonito gol do meia Nicolás Lodeiro. A situação do Equador se complicou pouco depois, aos 23, com a expulsão de José Quintero. Perguntado se achou o vermelho direto justo, Tabárez foi evasivo.

"E não quero dar opinião sobre a expulsão do jogador, foi uma decisão do árbitro, e nosso jogador ficou com um corte que poderia ter sido mais grave", limitou-se a dizer.

O técnico uruguaio ainda elogiou a atuação de Lodeiro, jogador com passagens por Botafogo e Corinthians e que hoje em dia é ídolo no futebol dos Estados Unidos, onde defende o Seattle Sounders. "Contamos com ele, e me alegra muito que tenha feito a partida que fez", enalteceu. EFE

Esporte