PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Mané brilha, Liverpool bate Bayern em duelo de pentacampeões e vai às quartas

13/03/2019 19h11

Munique (Alemanha), 13 mar (EFE).- Em um dos confrontos mais aguardados das oitavas de final da Liga dos Campeões e que envolveu dois pentacampeões do torneio, o Liverpool superou o Bayern de Munique por 3 a 1 nesta quarta-feira, na Alemanha, e se manteve na luta pelo título desta edição.

O jogo de ida, realizado no dia 19 de fevereiro no estádio Anfield Road, foi bastante intenso e com várias chances de gol que não se concretizaram, terminando empatado em 0 a 0. Com isso, hoje, o time inglês jogava pelo empate, mas não se limitou a ficar com o regulamento embaixo do braço e buscou o ataque, sendo recompensado com uma vaga entre os oito melhores da competição continental.

O grande nome da partida em Munique foi Mané, autor de dois gols, um em cada tempo. O Bayern chegou a empatar em 1 a 1, com Matip, contra, mas Van Dijk marcou o segundo do representante inglês.

Vice-campeão na última temporada, quando foi derrotado pelo já eliminado Real Madrid na decisão, o Liverpool espera agora o sorteio que será realizado na próxima sexta-feira, na sede da Uefa, na cidade de Nyon, na Suíça.

A eliminação do Bayern faz com que esta seja a primeira vez desde 2006 que nenhum clube alemão se classifica para as quartas de final da 'Champions'.

A principal ausência no time alemão hoje foi o polivalente Kimmich, titular da lateral direita e que cumpriu suspensão, dando lugar ao brasileiro Rafinha. Outro que ficou fora por gancho foi o meia-atacante Müller, que perdeu espaço e tem sido deixado na reserva por Niko Kovac.

No Liverpool, o lateral-direito e zagueiro Joe Gómez e o meia-atacante Alex Oxlade-Chamberlain continuam vetados pelo departamento médico. Jürgen Klopp teve todos os principais jogadores à disposição e colocou dois dos nascidos no Brasil na formação inicial, o goleiro Alisson e o atacante Roberto Firmino. O volante Fabinho teve de entrar ainda no primeiro tempo porque o capitão Henderson se machucou.

Apesar das características ofensivas dos dois times, o duelo começou amarrado e houve apenas uma finalização na primeira metade da etapa inicial. Aos oito minutos, Thiago Alcantara chutou de fora da área e encobriu a meta. Pouco depois, aos dez, Lewandowski caiu após tranco de Van Dijk, e a torcida pediu pênalti, mas o árbitro considerou a jogada legal.

O primeiro lance de real perigo aconteceu aos 24, em favor dos 'Reds', com Roberto Firmino, que girou dentro da área e bateu rente à trave esquerda. Um minuto depois, os visitantes abriram o placar com um golaço de Mané. Van Dijk lançou, Mané dominou bonito, tirou Neuer da jogada e bateu colocado para o fundo da rede.

O segundo poderia ter acontecido aos 34, em descida acelerada de Robertson pela esquerda. Mané rolou para o lateral, que encheu o pé e obrigou o goleiro alemão a fazer grande defesa.

O momento parecia favorável ao Liverpool, mas o Bayern empatou quatro minutos depois em um lance de sorte. Gnabry foi lançado pela direita, avançou em velocidade e cruzou rasteiro. Matip se esforçou para evitar que a bola chegasse a Lewandowski, mas deslocou Alisson e marcou contra.

As equipes foram se soltando ao longo do segundo tempo, e Salah puxou contra-ataque para os 'Reds' aos oito minutos. O egípcio poderia ter feito o passe, mas soltou a bomba de fora da área. Neuer espalmou no susto e de maneira estranha, mas efetiva.

A resposta do hexacampeão alemão foi dada aos 16, em mais uma rápida descida de Gnabry pela direita com mais um cruzamento por baixo, mas nesta ninguém empurrou para o gol, e Alisson ficou com tiro de meta.

O Liverpool pressionou e desempatou em uma sequência de escanteios, aos 23. Milner levantou, Van Dijk ganhou de Martínez e Hummels pelo alto e aproximou sua equipe das quartas, já que a essa altura era necessário que o Bayern virasse o jogo.

A partida então ficou como os times de Klopp gostam. O adversário precisava ir para cima, e os espaços para os contra-ataques aumentaram. Aos 29, Salah puxou descida dos 'Reds', fez fila e foi travado. Mané ia chegando para ficar com a sobra, mas Neuer, que nesta quarta fez sua 100ª partida de Liga dos Campeões, afastou com um chutão.

O treinador do Liverpool não se acomodou e continuou mexendo na equipe. Origi entrou em lugar de Firmino aos 37 e teve participação importante no terceiro gol logo em seguida, aos 38. O belga abriu para Salah, que levantou da direita para Mané aparecer nas costas da defesa e aumentar a diferença de cabeça.

Os donos da casa estavam entregues, e não houve tempo nem futebol para outras jogadas perigosas. Ainda assim, com o duelo sob controle, Robertson cometeu falta boba nos acréscimos, aos 46, recebeu cartão amarelo e será desfalque para Klopp na ida das quartas.

Ficha técnica:.

Bayern de Munique: Neuer; Rafinha, Süle, Hummels e Alaba; Javi Martínez (Goretzka), Thiago Alcantara, Gnabry (Ribéry), James Rodríguez (Renato Sanches) e Ribéry; Lewandowski. Técnico: Niko Kovac.

Liverpool: Alisson; Alexander-Arnold, Matip, Van Dijk e Robertson; Henderson (Fabinho), Milner (Lallana) e Wijnaldum; Salah, Mané e Roberto Firmino (Origi). Técnico: Jürgen Klopp.

Árbitro: Daniele Orsato (Itália), auxiliado pelos compatriotas Lorenzo Manganelli e Fabiano Preti.

Cartões amarelos: Thiago Alcantara e Renato Sanches (Bayern de Munique); Fabinho, Matip e Robertson (Liverpool).

Gols: Matip (contra) (Bayern de Munique); Mané (2x) e Van Dijk (Liverpool).

Estádio: Allianz Arena, em Munique (Alemanha). EFE

Esporte