PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Athletico-PR vai atrás de primeira vitória em duelo com time boliviano

13/03/2019 16h34

Curitiba, 13 mar (EFE).- O Athletico Paranaense vai buscar nesta quinta-feira, às 21h (de Brasília), se reabilitar na Taça Libertadores, em duelo com o Jorge Wilstermann, da Bolívia, que é comandado por um velho conhecido, o espanhol Miguel Ángel Portugal.

O Furacão estreou no grupo G da competição com derrota para o Tolima, na Colômbia. Com isso, a equipe está zerada em pontos na chave, em que o Boca Juniors lidera com quatro pontos, depois de ter derrotado o algoz do time comandado por Tiago Nunes, nesta terça-feira, por 3 a 0.

Para a segunda partida no torneio, a grande dúvida no Athletico é quanto ao lateral-direito, já que Madson se machucou na semana passada, em Ibagué e Jonathan está retornando de lesão muscular. Com isso, Zé Ivaldo, que entrou ainda na etapa inicial do jogo da semana passada, tem chances de ser titular.

Com exceção da interrogação no lado destro do sistema defensivo, a escalação deve ser a mesma da derrota para o Tolima, com Santos no gol; Santos; Thiago Heleno, Léo Pereira e Renan Lodi completando a retaguarda; Camacho, Bruno Guimarães e Tomás Andrade formando o meio; Nikão, Rony e Marco Ruben no ataque.

O meia Lucho González, um dos nomes mais conhecidos do elenco rubro-negro, é outro que foi liberado pelo departamento médico, recentemente, deverá começar no banco de reservas.

Os dias que antecederam o jogo foram cercados por polêmica, devido ao aumento dos preços dos ingressos, já que o valor mínimo é de R$ 200. Além disso, um lugar no setor ocupado por uma das maiores torcidas organizadas do clube custa R$ 250.

O grupo fez diversos apelos pela redução das entradas, mas, não conseguiu reverter a medida e os valores foram mantidos.

Nesta quinta-feira, o Athletico terá pela frente um velho conhecido, mais especificamente, o comandante que esteve a frente da equipe na Taça Libertadores, em 2014. Miguel Ángel Portugal treinou o Furacão em 13 jogos, conquistando cinco vitórias, dois empates e seis derrotas.

O espanhol, de 63 anos, chegou neste ano ao Jorge Wilstermann, retornando após quase seis anos ao futebol boliviano. Entre 2012 e 2013, o técnico se destacou no Bolívar, trabalho que chamou a atenção da equipe paranaense.

Nesta quinta-feira, o desafio será levar o Wilstermann a primeira vitória como visitante em território brasileiro por competições continentais. Em nove partidas, foram oito derrotas e um empate, este, obtido há dois anos, contra o Atlético Mineiro.

Para a partida, a novidade deverá ser o retorno do meia Fernando Saucedo, que não participou da vitória sobre o San José por 3 a 0, pelo Torneio Apertura do Campeonato Boliviano, devido lesão no pé direito.

O elenco da equipe de Cochabamba conta com três brasileiros, o veterano zagueiro Alex Silva, ex-São Paulo, o atacante Lucas Gaúcho, também com passagem pelo clube da capital paulista, e o meia Serginho, que vestiu as camisas de Brasiliense, Portuguesa, entre outros.

Prováveis escalações:.

Atlético Paranaense: Santos; Jonathan (ou Zé Ivaldo), Thiago Heleno, Léo Pereira e Renan Lodi; Camacho, Bruno Guimarães e Tomás Andrade, Nikão; Rony e Marco Ruben. Técnico: Tiago Nunes.

Jorge Wilstermann: Giménez; Meleán, Alex Silva, Zenteno e Aponte; Saucedo, Ortiz, Núñez, Chávez e Serginho; Lucas Gaúcho. Técnico: Miguel Ángel Portugal.

Árbitro: Carlos Orbe (Equador), auxiliado pelos compatriotas Christian Lescano e Ricardo Baren.

Estádio: Areia da Baixada, em Curitiba. EFE

Esporte