PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Gabriel Milito assume o Estudiantes pela 2ª vez

12/03/2019 17h44

Buenos Aires, 12 mar (EFE).- O ex-zagueiro Gabriel Milito, que defendeu Barcelona e Zaragoza, entre outros, e disputou a Copa do Mundo de 2006 pela Argentina, assumiu nesta terça-feira o comando do Estudiantes, clube pelo qual iniciou a carreira como técnico, há quatro anos.

"Volto por dois motivos: o primeiro, a minha vontade de trabalhar; o segundo, por poder fazer isso no Estudiantes. Sou grato pelas oportunidades, e é maravilhoso que o mesmo presidente tenha me escolhido pela segunda vez", disse o ex-defensor em entrevista coletiva.

Multicampeão como jogador, com Liga dos Campeões e Mundial de Clubes no currículo, Milito ainda está em busca do primeiro título como técnico. Iniciou a carreira no Estudiantes e depois treinou o Independiente, do qual era ídolo nos tempos como defensor. Também esteve à frente do O'Higgins, do Chile.

"Esperamos construir algo bonito. Está muito claro aonde queremos chegar, queremos melhorar e estar na parte de cima, mas para isso há passos anteriores. Ainda restam três partidas pelo Campeonato Argentino. É tudo um desafio", salientou Milito, que assinou contrato até junho do ano que vem.

O Estudiantes é apenas o 17º colocado entre 26 concorrentes no Argentino, distante da briga por vagas nas competições da Conmebol, mas também sem risco de cair por estar bem no chamado 'promedios', com a pontuação das três últimas temporadas.

O irmão de Diego Milito substitui Leandro Benítez e comandou seu primeiro treino desde a volta nesta terça. Em seguida, foi apresentado em coletiva ao lado do presidente do clube, Juan Sebastián Verón.

"Gabriel é uma pessoa de grande capacidade e com muita vontade de trabalhar. Sempre mantivemos o contato. Cada momento tem a sua história, e estamos convencidos de que esta vai ser uma grande história para todos", disse 'La Brujita'. EFE

Esporte