PUBLICIDADE
Topo

Esporte

"Qualquer jogador do mundo quer jogar no Real Madrid", diz Roberto Carlos

11/03/2019 19h13

Madri, 11 mar (EFE).- Um dos principais ídolos da história do Real Madrid, o ex-lateral-esquerdo Roberto Carlos comentou a opção do presidente do clube, Florentino Pérez, de não escolher entre Neymar ou Kylian Mbappé como reforço na próxima temporada e destacou que qualquer jogador do mundo quer atuar com a camisa 'blanca'.

"Se o presidente disse, quem sou eu para falar algo? Eu escolheria os dois. Sempre digo a Neymar que eu sou como um tio dele, mas Mbappé é também um grande jogador. Vamos esperar a temporada acabar. Depois, que o técnico e o presidente decidam o que será o melhor (para o time)", disse o ex-jogador brasileiro.

Perguntado se Neymar gostaria de vestir a camisa do Real Madrid, o campeão do mundo com a seleção brasileira em 2002 foi taxativo ao afirmar que esse é um desejo de todos no mundo do futebol.

"Qualquer jogador do mundo quer jogar aqui", disse.

Roberto Carlos também analisou a volta de Zinedine Zidane, com quem jogou e conquistou títulos no próprio Real, ao comando do clube após a saída de Santiago Solari.

"Ele voltou porque ama o clube. Está encantado de voltar e nós estamos mais felizes do que ele, certamente", destacou.

"Não gosto de comparar. Primeiro quero agradecer Solari por todo trabalho que fez. Algumas coisas deram certo, outras não. Agora é preciso desejar muita sorte a Zidane, embora desejar sorte a quem já ganhou tudo seja complicado. Que ele siga amando o clube e trabalhando como fez na última temporada", completou.

O brasileiro desconversou quando perguntado se poderia ser auxiliar de Zidane no futuro. Atualmente, Roberto Carlos é dirigente das categorias de base do clube.

"Estou muito bem o Castilla (Real Madrid B), ao lado de Manolo Díaz. Estamos no terceiro lugar no Campeonato Espanhol. É preciso aprender muito primeiro embaixo para depois ir para a equipe principal", afirmou o ex-jogador. EFE

Esporte