PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Murray diz não sentir mais dores, mas retorno às quadras ainda é incerto

06/03/2019 11h23

Londres, 6 mar (EFE).- O britânico Andy Murray, que planejava se aposentar nesta temporada, afirmou nesta quarta-feira que não sente mais dores no quadril e quer voltar a competir, mas que ainda não sabe se será possível.

Em evento realizado no Queen's Club, em Londres, onde Murray anunciou o seu novo patrocínio com a marca Castore, o tenista comentou que está mais feliz do que há 12 meses porque está melhor das dores.

"Quero continuar jogando, já falei isso na Austrália. O problema é que não sei se será possível. A reabilitação tem sido lenta, mas está indo muito bem. Só tenho que esperar e ver como progridem as coisas. Se for possível, gostaria de voltar a competir", declarou.

Murray anunciou em entrevista coletiva antes do Aberto da Austrália que planejava se aposentar nesta temporada, talvez em Wimbledon, devido às dores no quadril que o atormentaram durante dois anos.

O tenista voltou a ser operado no final de janeiro, deixando em dúvida um possível retorno às quadras, após ter sido eliminado na primeira rodada do Grand Slam australiano. EFE

Esporte