PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Na estreia na Libertadores, Flamengo tenta superar histórico ruim na altitude

04/03/2019 16h25

La Paz, 4 mar (EFE).- Após ter investido pesado para esta temporada, o Flamengo estreará nesta terça-feira na competição que é seu principal objetivo no ano, a Taça Libertadores, e precisará reverter o retrospecto desfavorável em jogos na altitude para superar o San José e conseguir o resultado positivo na cidade de Oruro, a mais de 3,7 mil metros do nível do mar.

Até hoje, o Rubro-Negro jogou cinco vezes em cidades com altitude superior a 3 mil metros pela Libertadores e obteve apenas uma vitória, contra o Cienciano, por 3 a 0, em 2008. Jogou ainda duas vezes contra o Real Potosí, com um empate em 2007 e uma derrota em 2012, e duas contra o Bolívar, para quem perdeu em duas ocasiões, em 1983 e 2014.

Na busca pelo bi, o campeão da América em 1981 investiu pesado e contratou jogadores como o zagueiro Rodrigo Caio, o meia Giorgian De Arrascaeta e os atacantes Bruno Henrique e Gabigol, além de ter renovado o contrato do também meia Diego.

A estratégia da equipe do técnico Abel Braga será a mesma adotada por boa parte dos brasileiros antes de "subir o morro". O elenco viajou neste domingo para Santa Cruz de la Sierra, a 400 metros de altitude, e se deslocará para Oruro horas antes de pisar no gramado do estádio Jesús Bermúdez para o jogo.

"Este será um jogo diferente, todos sabem a razão. Vamos encará-lo do mesmo jeito, com alguns detalhes fundamentais para quem joga nessa altitude", afirmou Abel em entrevista coletiva, que não poderá contar com o zagueiro Rhodolfo nem com o atacante Uribe, machucados.

O San José participa da Libertadores pela sétima vez, e até hoje chegou às oitavas de final apenas uma vez, em 1996. Na luta para se colocar entre os 16 melhores novamente, o time aposta em jogadores experientes, como o goleiro Lampe, os irmãos Jair e Didí Torrico, o volante brasileiro Marcelo Gomes, que em seu país defendeu apenas o Bonsucesso, e os atacantes Ramallo e Saucedo.

O técnico Nestor Clausen não terá à disposição o zagueiro argentino Barrera, machucado. O boliviano Eguino e o colombiano Mena disputam a vaga entre os titulares.

Prováveis escalações:.

San José: Lampe; Jair Torrico, Rodríguez, Eguino (ou Mena) e Juárez; Didí Torrico, Segóvia, Fernández e Gomes; Ramallo e Saucedo. Técnico: Nestor Clausen.

Flamengo: Diego Alves; Pará, Rodrigo Caio, Léo Duarte e Renê; Cuéllar, Willian Arão e Diego; Bruno Henrique, Arrascaeta e Gabigol. Técnico: Abel Braga.

Árbitro: Néstor Pitana (Argentina), auxiliado pelos compatriotas Diego Bonfa e Maximiliano del Yesso.

Estádio: Jesús Bermúdez, em Oruro (Bolívia). EFE

Esporte