PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Solari demonstra confiança para o clássico após derrota: "Estamos de pé"

01/03/2019 14h11

Madri, 1 mar (EFE).- O técnico do Real Madrid, Santiago Solari, tentou nesta sexta-feira passar uma mensagem de otimismo na véspera de mais um clássico contra o Barcelona, pela 26ª rodada do Campeonato Espanhol, dois dias após a dura derrota por 3 a 0 pelas semifinais da Copa do Rei, ao dizer que o time está "de pé mais uma vez".

"Estamos de pé mais uma vez e com vontade de pontuar. O destino quis que fosse contra o mesmo rival, outra vez o grande clássico do futebol espanhol, e vamos com vontade, com o mesmo espírito para melhorar o que fizemos mal e manter o que fizemos bem", afirmou em entrevista coletiva.

Na cabeça de Solari só cabe o Barcelona no momento. A partida decisiva de terça-feira contra o Ajax, pela volta das oitavas de final da Liga dos Campeões (o clube espanhol venceu a ida por 2 a 1 fora de casa) só será assunto depois do clássico.

"Temos que pensar só no clássico do Espanhol, precisamos cortar pontos. E se não fosse esta partida, a nossa atenção também estaria no Espanhol. É uma realidade, concentra toda a energia e a atenção dos jogadores", disse o técnico.

Em situação relativamente confortável, o Barcelona lidera o Espanhol com sete pontos de vantagem sobre o Atlético de Madrid, que ocupa a vice-liderança. O Real Madrid é o terceiro colocado, com nove pontos a menos.

Questionado sobre os motivos pelos quais não escalou nomes de peso do time na derrota por 3 a 0 no último clássico, Solari tentou explicar suas escolhas. Gareth Bale foi a campo na última partida, mas só entrou no segundo tempo. Marcelo ficou no banco durante o jogo inteiro e Isco sequer foi relacionado.

"Isco ficou 18 dias lesionado e há cinco treina com o grupo. Está indo bem e está disponível, é o que importa. Bale jogou todas as partidas desde que voltou de lesão e marcou em várias. Sobre Marcelo, sabemos o que ele significa para esta equipe. Asensio ficou lesionado por um longo tempo e jogou oito de nove partidas desde que voltou, sendo determinante com o gol em Amsterdã. Todos são importantes, não só os que começam as partidas. Contamos com todos", analisou. EFE

Esporte