PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Com grande vantagem, Galo faz duelo de contrastes contra um Defensor em baixa

26/02/2019 16h21

(corrige data no primeiro parágrafo)

São Paulo, 26 fev (EFE).- Amparado na boa vitória por 2 a 0 em Montevidéu e no ótimo retrospecto na Arena Independência, o Atlético-MG receberá um Defensor em má fase nesta quarta-feira, às 21h30 (de Brasília), pela partida de volta da terceira fase preliminar da Taça Libertadores.

Com o grande resultado conquistado fora de casa na ida, o Galo poderá até perder por um gol de diferença para avançar. No entanto, o clube nunca foi derrotado no Independência em alguma fase de mata-mata do torneio continental, um motivo a mais para a torcida ter confiança na classificação.

O clube que levar a melhor no confronto passará a integrar o grupo E da Libertadores, atualmente composto por Cerro Porteño, Nacional e Zamora.

Motivado com a liderança do Campeonato Mineiro, o Atlético tem como principal arma o bom momento de Ricardo Oliveira. O atacante, aos 39 anos, é artilheiro do estadual, com 5 gols, e também da Libertadores, com 4.

Mas, apesar do favoritismo, o técnico Levir Culpi descartou a euforia e afirmou em entrevista coletiva que a equipe irá a campo focada para evitar sofrimentos desnecessários de última hora, como na fase anterior, quando passou um sufoco contra o Danúbio.

"Tenho certeza que o Defensor vem para buscar o resultado. As equipes uruguaias são sempre muito perigosas. Precisamos respeitá-los, mas ao mesmo tempo, temos que tentar aumentar a vantagem", afirmou o técnico. Sem desfalques importantes no elenco, Levir deve optar pelo mesmo time titular da partida de ida.

Em realidade bem diferente, o Defensor está em plena crise de resultados. O início no Torneio Apertura do Campeonato Uruguaio não tem sido como o esperado, com duas derrotas em casa para Peñarol e Cerro Largo nas duas primeiras rodadas.

O Defensor vem das duas fases preliminares da Libertadores. Primeiro, eliminou o Bolívar. Depois, passou pelo Barcelona de Guayaquil com a ajuda dos tribunais.

Após perder a partida de ida por 2 a 1 em casa, o clube denunciou a escalação irregular do meia Sebastián Pérez e ganhou o processo, conseguindo uma vitória por 3 a 0. Na volta, o Barcelona voltou a vencer, mas o placar de 1 a 0 não foi suficiente.

A diretoria do clube uruguaio avalia fazer o mesmo com o Atlético por constatar irregularidades na inscrição do time mineiro. A Conmebol divulgou em comunicado que 21 clubes participantes da Libertadores e da Copa Sul-Americana apresentaram erros no envio das listas de jogadores.

Entre esses 21 clubes observados está o Galo, motivo pelo qual os advogados do Defensor estudam a possibilidade voltar aos tribunais com uma nova denúncia.

Prováveis escalações:.

Atlético-MG: Victor; Patric, Réver, Igor Rabello e Fábio Santos; Adílson, Elias e Cazares; Luan, Chará e Ricardo Oliveira. Técnico: Levir Culpi.

Defensor: Rodríguez; Carrera, Correa e Perg; Gómez, González, Rabuñal, Nápoli, Piquerez; Navarro e López. Técnico: Jorge da Silva.

Árbitro: Andrés Rojas (Colômbia) auxiliado pelos compatriotas Wilmar Navarro e Miguel Stiven Roldán.

Estádio: Arena Independência, em Belo Horizonte. EFE

Esporte