PUBLICIDADE
Topo

Fluminense

Morre Waldo, maior artilheiro da história do Fluminense

Waldo é o maior artilheiro do Fluminense - Bruno Haddad/FFC
Waldo é o maior artilheiro do Fluminense Imagem: Bruno Haddad/FFC

25/02/2019 23h27

Maior artilheiro da história do Fluminense e segundo no ranking de mais gols marcados com o Valencia, o ex-atacante Waldo morreu nesta segunda-feira aos 84 anos, confirmou a Associação de Ex-Jogadores do Valencia.

Nos últimos anos, Waldo, que lutava contra o mal de Alzheimer, vivia em uma clínica vinculada à associação do clube espanhol, que confirmou o falecimento do ídolo de Fluminense e Valencia.

Natural de Niterói, Waldo marcou 309 gols em 413 jogos com a camisa do Fluminense antes de se transferir para o Valencia em 1961, clube pelo qual jogou nove temporadas consecutivas.

O ex-atacante disputou 296 partidas oficiais pelo Valencia, marcando 160 gols, e foi artilheiro do Campeonato Espanhol de 1967. Só perde na história do clube para Edmundo Suárez, ficando à frente de nomes como o argentino Mario Kempes e o espanhol David Villa.

Com o Valencia, Waldo foi campeão da Copa das Feiras, a atual Liga Europa, em 1962 e 1963, e da Copa do Rei em 1967. Com o Fluminense, foram dois títulos do Rio-São Paulo (1957 e 1960), também dois do Torneio Início (1954 e 1956) e do Carioca de 1959.

Waldo jogou pela primeira vez em Valência com o Fluminense em uma homenagem ao compatriota Walter, que tinha morrido em um acidente de carro.

Após a partida, o presidente do clube espanhol, Julio de Miguel, mandou o gerente de futebol, Vicente Peris, ao Brasil para contratar o atacante que faria história com a camisa do Valencia.

Fluminense