PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Villarreal vence Sevilla e quebra sequência ruim; Betis e Alavés empatam

17/02/2019 19h49

Villarreal (Espanha), 17 fev (EFE).- O Villarreal quebrou uma sequência de dez partidas sem vencer pelo Campeonato Espanhol e se aproximou da fuga da zona de rebaixamento ao bater o Sevilla por 3 a 0 no Estádio de La Cerámica, enquanto Betis e Alavés empataram em 1 a 1 no Benito Villamarín.

Os dois times vinham de bons resultados no meio de semana pela Liga Europa. O 'Submarino' derrotou Sporting por 1 a 0 em Portugal, enquanto a equipe da Andaluzia superou a Lazio pelo mesmo placar na Itália.

Hoje, porém, o Sevilla voltou a jogar mal, como vem acontecendo no Espanhol, e colheu mais um resultado ruim. Nos últimos oito compromissos pela competição nacional, os comandados de Pablo Machín obteve apenas um triunfo.

Os donos da casa fizeram 1 a 0 aos 20 minutos do primeiro tempo, quando o experiente Cazorla cobrou escanteio e Álvaro marcou de cabeça. Ainda antes do intervalo, aos 46, Baka deu lindo passe de calcanhar e Ekambi aumentou a diferença.

A equipe visitante, que teve o lateral brasileiro Guilherme Arana no banco de reservas, foi para cima na segunda etapa e teve algumas chances, mas parou no goleiro Asenjo. Nos instantes finais, aos 41, Pedraza marcou o terceiro e confirmou a segunda vitória do 'Submarino' no campeonato.

Com a vitória, o Villarreal subiu uma posição, mas ainda está na zona de rebaixamento, em 18º lugar, com 23 pontos, um a menos que o Celta de Vigo, 17º. Já o Sevilla continua em quarto, fechando a zona de classificação para a próxima Liga dos Campeões, com 37, apenas um a mais que o Getafe, quinto.

Na cidade de Sevilha, houve um confronto direto por vaga na Liga Europa. O Betis saiu à frente do Alavés, com gol de Lo Celso, aos 15 minutos da etapa inicial, mas sofreu o empate pouco depois, aos 28, em finalização de Maripán.

Os visitantes continuam fechando a zona europeia, na sexta colocação, com 38 pontos. Já o time anfitrião, que teve o zagueiro Sidnei como suplente, ainda é oitavo, com 35. EFE

Esporte