PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Promessa italiana faz 2, Roma bate Porto e fica em vantagem na Champions

12/02/2019 20h20

Roma, 12 fev (EFE).- Semifinalista na temporada passada, a Roma ficou em vantagem no duelo com o Porto pelas oitavas de final da Liga dos Campeões 2018-2019 ao vencer o jogo de ida por 2 a 1 nesta terça-feira, no Estádio Olímpico, com dois gols do meia-atacante Zaniolo, de apenas 19 anos.

Após um primeiro tempo amarrado, os 'Giallorossi' abriram 2 a 0 graças ao funcionamento da dupla entre Dzeko e Zaniolo, contratado no começo da temporada junto à Atalanta. Adrián López descontou e manteve os 'Dragões', bicampeões continentais, vivos na eliminatória.

Com o resultado, o time italiano jogará pelo empate na volta, em 6 de março, no Estádio do Dragão, para avançar às quartas. O atual campeão português, por sua vez, terá de vencer por 1 a 0 ou por uma diferença de gols maior.

O Porto entrou em campo com nada menos que sete brasileiros, incluindo o zagueiro naturalizado português Pepe, campeão continental pelos 'Dragões' em 2004 e que retornou à equipe em janeiro após 11 anos e meio. Na Roma, o único jogador natural do Brasil foi Juan Jesus, que ficou no banco.

Antes de a bola rolar, houve um minuto de silêncio em homenagem ao atacante argentino Emiliano Sala, morto em um acidente aéreo ocorrido no último dia 21, e ao ex-goleiro Gordon Banks, que desde 2015 lutava contra um câncer no rim e faleceu nesta terça.

O primeiro lance de perigo aconteceu aos dez minutos de partida, em uma falta de sorte de Brahimi. Kolarov cruzou da esquerda, o meia argelino tentou cortar e quase marcou contra. O goleiro Casillas, recordista de jogos pela Champions, agora com 174, já estava batido, mas a bola foi para fora.

O jogo era truncado, e alguém conseguiu chutar a gol apenas aos 25. Depois de mais um levantamento de Kolarov, Casillas afastou de soco. Pellegrini pegou a sobra e bateu, mas o arqueiro espanhol pegou sem dificuldade.

Contratado junto ao Santa Clara no mês passado, o atacante brasileiro Fernando, ex-Guarani, foi o primeiro a tentar pelos visitantes. O camisa 37 girou dentro da área e arrematou rasteiro para boa defesa de Mirante, aos 29 minutos.

A investida de Fernando foi isolada, e a Roma se mantinha no ataque. Aos 37, aconteceu a melhor chance até então, a favor da equipe anfitriã. Dzeko passou por Éder Militão dentro da área e mirou o canto direito com uma bomba, mas acertou a trave

O Porto equilibrou a partida no começo da segunda etapa e esteve perto de abrir o placar aos 11 minutos. Alex Telles fez o chuveirinho, Danilo Pereira cabeceou firme e errou o alvo por centímetros.

A partir dos 20, porém, o jogo passou a ser dominado pela Roma, que fez 1 a 0 aos 24. Dzeko dominou na área, protegeu com o corpo e passou para Zaniolo, que limpou a marcação de Alex Telles e bateu colocado para a rede.

Aos 30, aconteceu o segundo, novamente marcado pelo jovem italiano. Dzeko tentou resolver sozinho e acertou a trave. Atento ao rebote, Zaniolo, de 19 anos, aproveitou que Casillas estava batido e assinalou o segundo.

Encurralados até então, os 'Dragões' encontraram uma brecha e descontaram três minutos depois. Felipe, ex-Corinthians fez grande lançamento do campo de defesa, Adrián López, que entrara em lugar de Brahimi, desviou e deixou com Tiquinho Soares. O centroavante chutou mal, mas acabou acertando, sem querer, um bom passe para o próprio López diminuir.

Os visitantes esboçaram uma pressão em busca do empate na parte final do confronto, mas quem teve a chance mais clara a partir de então foram os 'Giallorossi'. Aos 47, Dzeko protagonizou mais um bonito lance individual e serviu N'Zonzi. O volante ajeitou, Kolarov soltou a bomba e Casillas fez grande defesa.

Ficha técnica:.

Roma: Mirante; Florenzi, Manolas, Fazio e Kolarov; De Rossi, Pellegrini (N'Zonzi) e Cristante; Zaniolo (Santon), El Shaarawy (Kluivert) e Dzeko. Técnico: Eusebio di Francesco.

Porto: Casillas; Éder Militão, Felipe, Pepe e Alex Telles; Danilo Pereira, Otávio (Hernâni) e Herrera; Fernando (André Pereira), Brahimi (Adrián López) e Tiquinho Soares. Técnico: Sergio Conceição.

Árbitro: Danny Makkelie (Holanda), auxiliado pelos compatriotas Mario Diks e Hessel Steegstra.

Cartões amarelos: El Shaarawy (Roma); Herrera (Porto).

Gols: Zaniolo (2x) (Roma); Adrián López (Porto).

Estádio Olímpico de Roma, em Roma. EFE

Esporte