PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Apesar de caso Sala, Cardiff não terá 'tempo extra' para fazer contratações

Da EFE, em Londres

24/01/2019 17h33

O Cardiff City não poderá fazer contratações além da data de fechamento da atual janela de transferências europeia, apesar do desaparecimento do argentino Emiliano Sala, principal reforço do clube para a temporada,

O diretor-executivo da equipe, Ken Choo, disse nesta quinta-feira (24) à rádio TalkSport que a Premier League, entidade que organiza o Campeonato Inglês, não abrirá uma exceção para o clube e não permitirá que contratações sejam feitas além de 31 de janeiro.

"Temos oito dias e não sabemos como lidar com esse cenário", reconheceu o dirigente.

Leia também:

Sala, de 28 anos, assinou com o Cardiff na semana passada por 17 milhões de euros (R$ 73,1 milhões), o maior valor pago pelo clube em um jogador. No entanto, quando viajava de Nantes para o País de Gales, o pequeno avião que o levava desapareceu no Canal da Mancha.

As autoridades do Reino Unido ainda não sabem o que aconteceu com o avião do jogador. No entanto, as buscas pela pequena aeronave foram suspensas nesta quinta-feira (24).

Esporte