PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Djokovic avança após abandono de Nishikori e pegará Pouille nas semifinais

23/01/2019 10h25

Melbourne (Austrália), 23 jan (EFE).- O sérvio Novak Djokovic só precisou ficar em quadra por 52 minutos nesta quarta-feira para se garantir nas semifinais do Aberto da Austrália, já que o japonês Kei Nishikori abandonou duelo ainda no segundo set, devido alto desgaste muscular.

O número 1 do mundo havia levado a melhor na parcial inicial por 6-1 e ganhava a seguinte por 4-1, quando o adversário jogou a toalha. O oitavo cabeça de chave do torneio vinha de três jogos com cinco sets, nas quatro primeiras exibições nas quadras de Melbourne.

Ao todo, Nishikori ficou mais de 14 horas em quadra durante o Aberto da Austrália. Djoko, por sua vez, "descansa", após curta partida, depois de dois compromissos com quatro sets e pouco mais de três horas de duração, contra o canadense Denis Shalopalov e o russo Daniil Medvedev.

Com a vitória, o sérvio segue na busca do terceiro título consecutivo de Grand Slam, já que conquistou no ano passado Wimbledon e o US Open. Além disso, se mantém atrás do sétimo troféu do torneio australiano, o que o tornaria o maior campeão da competição, ultrapassando o suíço Roger Federer.

Nas semis, Djokovic enfrentará o francês Lucas Pouille, cabeça de chave número 28, que superou nesta quarta-feira o canadense Milos Raonic, 16º favorito, por 3 sets a 1, com parciais de 7-6 (4), 6-3, 7-6 (2) e 6-4, em três horas e dois minutos de partida.

Esta é a primeira vez que o tenista de 24 anos, atual 30º colocado no ranking mundial, alcança uma semifinal de Grand Slam. Até hoje, o melhor desempenho do jovem era ter ido às quartas de Wimbledon e do US Open, nas edições de 2016 de ambos. EFE

Esporte