PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Goleiro Neto diz crer em reação do Valencia na 2ª metade da temporada

26/12/2018 14h46

Valência (Espanha), 26 dez (EFE).- O goleiro Neto reconheceu nesta quarta-feira que o Valencia não fez uma boa primeira metade de temporada, longe das primeiras posições do Campeonato Espanhol e eliminado da Liga dos Campeões, mas disse acreditar em uma reação a partir de janeiro.

"As coisas não estão acontecendo como gostaríamos, vivemos um início de temporada diferente do que buscávamos e queríamos, mas o futebol é assim. Temos que conviver com isso e não ficar pensando nisso ou naquilo. A realidade é essa, os profissionais de alto nível têm que saber conviver com isso, sair dessas situações e demonstrar o tipo de jogador que somos", analisou o brasileiro em entrevista ao site do clube espanhol.

O Valencia é apenas o oitavo colocado de 'La Liga', com 22 pontos, a sete do Real Madrid, que fecha a zona de classificação para a próxima Liga dos Campeões, em quarto lugar. O time madrilenho ainda tem um jogo atrasado a disputar. Além disso, a equipe dirigida por Marcelino García Toral foi eliminado da Champions atual e entrou na fase de 16 avos de final da Liga Europa.

"Temos as condições para poder chegar onde queremos e onde merecemos. O lugar que este clube merece estar é em cima. Da minha parte, não faltará empenho e dedicação para que o que estamos vivendo agora mude e possamos estar em cima, como buscamos", comentou.

No aspecto individual, por outro lado, Neto disse vir se sentindo bem. O arqueiro revelado no Athletico Paranaense é titular do Valencia pela segunda temporada seguida, após dois anos na reserva da Juventus.

"Em nível pessoal, estou bem, tenho tudo que uma pessoa pode ter. Uma família espetacular, um trabalho espetacular, me sinto bem, e isso se reflete dentro de campo. Tudo o que acontece é consequência do trabalho, de como nos sentimos, do que transmitimos. Espero poder desfrutar cada vez mais, continuar crescendo e melhorando", afirmou o mineiro de Araxá, que se disse totalmente adaptado à cidade de Valência.

"Vim para uma cidade que nos dá muito. O clima ajuda, o clube nos deixa tranquilo para poder trabalhar, e isso faz com que a gente se sinta bem", destacou. EFE

Esporte