PUBLICIDADE
Topo

Esporte

CR7 faz de pênalti, se torna artilheiro e garante vitória da Juve em clássico

15/12/2018 20h14

Roma, 15 dez (EFE).- A Juventus contou com um gol de pênalti do artilheiro Cristiano Ronaldo para vencer o clássico contra o Torino por 1 a 0 neste sábado, no Estádio Olímpico de Turim, manter a freguesia do rival e voltar a abrir frente na liderança do Campeonato Italiano, que neste fim de semana vive sua 16ª rodada.

A 'Velha Senhora', com o lateral Alex Sandro entre os titulares e o meia Douglas Costa no banco, não teve uma atuação a altura da grande temporada que faz, mas contou com o brilho da estrela de seu craque para triunfar.

Aos 22 minutos do segundo tempo, Zaza, ex-Juve, recuou mal, Mandzukic recolheu e sofreu pênalti do goleiro Ichazo, que entrou de carrinho. Cristiano cobrou, converteu e fez o único gol da partida, chegando a 11 no Italiano e se igualando a Piatek, do Genoa, na liderança da tabela de artilheiros.

Ao comemorar, o astro português provocou e peitou Ichazo, o que rendeu cartão amarelo ao camisa 7 e deu início a uma confusão entre jogadores dos dois times, mas sem grandes consequências.

Os números são empolgantes para a torcida 'bianconera'. A Juventus lidera o Italiano com 46 pontos, 11 a mais que o segundo colocado, o Napoli, que neste domingo visitará o Cagliari. Caso os 'Azzurri' tropecem, o time dirigido por Massimiliano Allegri conquitará com três rodadas de antecipação o título simbólico de campeão de inverno, vencido pelo líder do campeonato ao final do primeiro turno.

No outro jogo do dia, a Inter de Milão derrotou a Udinese por 1 a 0 no estádio San Siro, também com um gol de pênalti. Icardi cobrou com cavadinha e selou o triunfo dos 'Nerazzurri', que vêm em terceiro lugar, com 32 pontos. Os visitantes continuam em 17º, com 13 pontos, e entrarão na zona de rebaixamento caso o Bologna bate o Milan em casa na próxima terça.

Apenas um brasileiro, o atacante Felipe Vizeu, ex-Flamengo, participou do jogo em Milão, entrando nos acréscimos do segundo tempo pela Udinese. O zagueiro Miranda, especulado no vice-campeão brasileiro, ficou no banco da Inter durante os 90 minutos.

Esporte