Topo

Esporte


Lyon garante última vaga nas oitavas ao arrancar empate com Shakhtar

12/12/2018 20h26

Kiev, 12 dez (EFE).- O Lyon foi o último time classificado às oitavas de final da Liga dos Campeões, ao empatar nesta quarta-feira com o Shakhtar Donetsk em 1 a 1, na Ucrânia, e garantir a segunda posição do grupo F, pelo qual o Manchester City garantiu a liderança ao passar pelo Hoffenheim, na Inglaterra.

Os donos da casa, que precisavam dos três pontos para se classificar, abriram o placar aos 22 do primeiro tempo, com gol do atacante brasileiro Júnior Moraes. Na etapa complementar, aos 20, o meia francês Nabil Fekir deixou tudo igual e deu números finais ao duelo.

Com o resultado, o Lyon chegou aos oito pontos, dois a mais que o concorrente direto. Dessa forma, o time francês volta às oitavas de final após sete anos. O Shakhtar, por sua vez, se despede da 'Champions' e, com a terceira posição, seguirá na sequência da Liga Europa.

O Manchester City ficou com a liderança da chave, com 13 pontos, ao superar o Hoffenheim por 2 a 1, de virada, no Etihad Stadium. O clube alemão acabou na última posição da chave, com três pontos, sem conquistar uma vitória sequer.

Hoje, no Estádio Olímpico de Kiev, sete brasileiros começaram entre os titulares, Ismaily, Maycon, Marlos - que se naturalizou ucraniano, Taison e Júnior Moraes, pelos anfitriões; e Marcelo e Fernando Marçal, pelos visitantes.

Além deles, o meia Alan Patrick e o atacante Wellington Nem iniciaram a partida no banco de reservas do time ucraniano.

O Shakhtar Donetsk começou o jogo com uma postura mais ofensiva, tentando se manter no campo de ataque o maior tempo possível. Apesar disso, a primeira boa chance foi do Lyon, aos 10, em chute de Fekir da entrada da área, que saiu à direita do gol de Pyatov.

Muito truncado, o duelo só esquentou de novo aos 20, quando Traoré foi lançado nas costas de Stepanenko invadiu a área e tentou tocar colocado no canto. O goleiro ucraniano saiu bem e conseguiu evitar com os pés a ida da bola para o fundo da rede.

O Shakhtar demorou para conseguir criar boa oportunidade, mas, quando o fez, abriu o placar. Após boa troca de passes, Ismaily recebeu na esquerda e achou Júnior Moraes na área. O brasileiro mostrou frieza para tocar na saída de Lopes e marcar.

Em desvantagem e precisando do empate, ao menos, o Lyon tentou responder aos 31, quando Traoré foi lançado, ganhou da marcação e soltou uma bomba por cima do gol. Pouco depois, aos 38, Depay foi acionado na entrada da área e bateu colocado, à esquerda de Pyatov.

Nos instantes finais, o time francês intensificou a pressão e ficou muito perto de balançar a rede duas vezes, já nos acréscimos, primeiro com Mendy e depois com Fekir, o segundo, parando em grande defesa do goleiro ucraniano do Shakhtar.

No segundo tempo, a neve estava ainda mais intensa, e o campo mais escorregadio. A temperatura mais baixa, no entanto, não esfriou o Lyon, que seguiu mais presente no ataque. Aos 8, Fekir recebeu na área e estufou a rede, mas, acabou flagrado em impedimento.

Melhor em campo, o time francês continuou insistindo, contra um acuado anfitrião. Aos 20, Depay recebeu no lado direito da área e ajeitou para Fekir, que clareou uma acertou belo chute com a perna esquerda, indefensável para Pyatov.

O Shakhtar, que com o empate ia sendo eliminado, deixou claro na reta final do jogo a dificuldade de agredir no ataque. Aos 36, Depay ficou muito perto de balançar a rede, ao receber na área e bater para fora. O lance, contudo, foi invalidado, por posição irregular do holandês.

Instantes depois, enfim, os anfitriões mostraram determinação para tentar voltar a liderar o placar. Ismaily apareceu como homem surpresa no lado esquerdo da área, para dar leve toque na saída de Lopes, que mostrou muito reflexo para conseguir fazer a defesa e, praticamente, garantir a vitória do Lyon.

Na Inglaterra, o já classificado Manchester City precisou suar a camisa passar pelo eliminado Hoffenheim por 2 a 1, dentro de seus domínios. O resultado valeu a liderança para os comandados pelo técnico espanhol Josep Guardiola, que terão vantagem de decidir em casa o duelo de oitavas de final.

O atacante croata Andrej Kramaric, cobrando pênalti, abriu o placar do duelo. O atacante alemão Leroy Sané, no entanto, foi buscar a vitória, com direito a um belo gol de falta, ao marcar duas vezes.

O goleiro Ederson e o atacante Gabriel Jesus foram titulares dos 'Citizens', que hoje não contaram com o lateral-direito Danilo e o volante Fernandinho. No Hoffenheim, o único brasileiro foi o atacante Joelinton, que ficou 90 minutos em campo.



Ficha técnica:.

Shakhtar Donetsk: Pyatov; Matviyenko, Kryvtsov, Khocholava (Butko) e Ismaily; Maycon, Stepanenko, Marlos (Bolbat), Kovalenko (Kayode) e Taison; Júnior Moraes. Técnico: Paulo Fonseca.

Lyon: Lopes; Denayer, Marcelo e Fernando Marçal; Tete, Tousasart, Aouar, Fekir (Dubois) e Mendy; Traoré (Ndombele) e Depay (Dembélé). Técnico: Bruno Génésio.

Árbitro: Björn Kuipers (Holanda), auxiliado pelos compatriotas Sander Van Roekel e Erwin Zeinstra.

Gols: Júnior Moraes (Shakhtar Donetsk); e Fekir (Lyon).

Cartões amarelos: Bolbat (Shakhtar Donetsk); Fernando Marçal e Fekir (Lyon).

Estádio Olímpico de Kiev (Ucrânia).

Mais Esporte