PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Lucas tem noite de herói, marca contra o Barça e coloca Tottenham nas oitavas

11/12/2018 20h05

Barcelona (Espanha), 11 dez (EFE).- Em uma última rodada emocionante no grupo B, o Tottenham se classificou para as oitavas de final da Liga dos Campeões ao empatar com time misto do Barcelona em 1 a 1 nesta terça-feira, no estádio Camp Nou, mesmo placar do jogo entre Inter de Milão e PSV Eindhoven no estádio San Siro.

Antes de a bola rolar, o Barça já estava classificado com o primeiro lugar da chave, com 13 pontos - e foi, portanto, a 16. 'Spurs' e Inter tinham sete cada, foram a oito, e o time londrino passou de fase por ter levado a melhor no primeiro critério de desempate, o confronto direto, porque perdeu por 2 a 1 na Itália e venceu por 1 a 0 na Inglaterra. Com isso, valeu o gol qualificado.

Aos 'Nerazzurri', resta se contentar com uma vaga na fase de 16 avos da Liga Europa, enquanto o PSV encerrou a campanha na lanterna, com apenas dois pontos e se despediu das competições continentais nesta temporada.

O Barcelona, que busca o sexto título da Champions, e o Tottenham, que sonha com uma conquista inédita, esperam agora o sorteio da próxima segunda-feira para conhecerem o adversário nas oitavas.

O técnico dos 'Blaugranas', Ernesto Valverde, poupou quase todos os titulares, incluindo o zagueiro Piqué, o volante Busquets e o atacante Messi, que ficaram no banco, e o também atacante Luis Suárez, que sequer foi relacionado.

Já o Tottenham teve problemas na lateral-direita, porque tanto o titular, Trippier, quanto o reserva, Aurier, estão machucados. Quem jogou na posição foi o jovem Walker-Peters.

Quanto aos brasileiros, o time catalão contou com os meias Arthur e Philippe Coutinho na formação inicial, enquanto o meia-atacante Rafinha e o atacante Malcom estão lesionados. Pelos 'Spurs', Lucas começou no banco e entrou na metade do segundo tempo, para virar herói.

A situação dos visitantes no jogo e na luta pela classificação se complicou aos seis minutos de bola rolando, quando o Barça fez 1 a 0. Após cobrança de falta para o Tottenham no campo de ataque, Sissoko recuou na fogueira de cabeça, Dembélé arrancou do campo de defesa, driblou dois adversários, um deles já na área defendida pelo goleiro Lloris, e chutou colocado para fazer 1 a 0.

O segundo poderia ter acontecido instantes depois, aos 12, no que Philippe Coutinho tem de melhor, o chute de fora da área. O brasileiro arriscou e Lloris defendeu no centro do gol.

Depois disso, a partida perdeu em emoção. O Tottenham até ficava no ataque, mas não incomodava o goleiro Cillessen. Aos 26 minutos, em mais uma tentativa de longe, Aleñá bateu e o arqueiro francês não chegou, mas a bola foi para fora.

A partir de então, o primeiro tempo esquentou, e houve chances para os dois lados. Aos 29, Eriksen abriu na esquerda, Rose cruzou por baixo e Son teve tudo para empatar, mas não chegou por centímetros. Logo em seguida, aos 31, o sul-coreano ficou de frente para Cillessen e arrematou rasteiro, mas o holandês salvou com o pé.

Nos instantes antes do intervalo, a pressão foi dos 'Blaugranas'. Aos 43 minutos, Rakitic limpou Alderweireld e chutou de fora, mas Lloris pegou. Aos 44, Coutinho ganhou de três e concluiu com categoria, mas a bola parou na trave.

Reserva inconteste de Ter Stegen, Cillessen mostrou no começo da segunda etapa que o Barcelona está muito bem servido de goleiros. Logo aos dois minutos, Eriksen bateu colocado e o camisa 13 se esticou todo para defender. Aos 11, Son finalizou da entrada da área e o holandês pegou em dois tempos.

Logo em seguida, aos 13, o time catalão voltou às redes, mas o lance foi anulado. Coutinho enfiou para Munir, que chutou para o fundo do gol, mas foi flagrado em posição irregular.

Na tentativa de confirmar a vitória, Valverde mandou Messi a campo, mas era o Tottenham quem passava mais tempo no campo do adversário. Aos 21, Lamela, que entrou na vaga de Walker-Peters, cobrou escanteio, Kane cabeceou e a defesa bloqueou. O rebote ficou com o artilheiro da última Copa do Mundo, que teve a segunda chance, mas mais uma vez carimbou a marcação.

Lucas entrou em campo aos 25 e quatro minutos depois esteve perto de deixar tudo igual. Sissoko levantou, o brasileiro cabeceou e Cillessen defendeu. O rebote ficou com o próprio ex-jogador do São Paulo, que tirou tinta da trave.

O Tottenham foi para o desespero com a troca de Winks por Llorente, o que deixou a equipe londrina com dois homens de área. Mas quem levou perigo em um primeiro momento foi Coutinho, aos 38, com uma descida rápida, um corte e o peculiar chute colocado. A bola caprichosamente beijou a trave de novo.

Se um brasileiro errou por pouco, outro acertou em cheio. Logo no lance seguinte, Lamela passou para Kane, que cruzou com força. Lucas apareceu na segunda trave e completou para a rede, empatando em 1 a 1.

Ainda houve emoção até o fim no Camp Nou e na chave como um todo. Aos 42, Arthur sofreu falta, Messi cobrou diretamente para o gol e encobriu o alvo. Na sequência, aos 43, foi Rose quem mandou por cima.

No estádio San Siro, a torcida local passou a ficar abatida aos 12 minutos da etapa inicial, quando Asamoah deu bobeira e perdeu para Bergwijn, que mandou para a área. Lozano completou e fez 1 a 0 para o PSV, que foi para o jogo já sem chances de sequer ir à Liga Europa.

O empate aconteceu apenas aos 27 minutos do segundo tempo. Politano foi ao fundo pela direita e levantou na medida para Icardi, que, sozinho, cabeceou e deixou tudo igual.



Ficha técnica:.

Barcelona: Cillessen; Semedo, Lenglet, Vermaelen e Miranda; Aleñá, Arthur e Rakitic (Busquets); Philippe Coutinho, Dembélé (Denis Suárez) e Munir (Messi). Técnico: Ernesto Valverde.

Tottenham: Lloris; Walker-Peters (Lamela), Alderweireld, Vertonghen e Rose; Sissoko, Winks (Llorente), Eriksen, Dele Alli e Son (Lucas); Kane. Técnico: Mauricio Pochettino.

Árbitro: Milorad Mazic (Sérvia), auxiliado pelos compatriotas Milovan Ristic e Dalibor Djurdjevic.

Cartões amarelos: Semedo (Barcelona); e Walker-Peters (Tottenham).

Gols: Dembélé (Barcelona); e Lucas (Tottenham).

Estádio: Camp Nou, em Barcelona.

Esporte