PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Real Madrid bate Roma, estraga festa para Totti e se garante em 1º no grupo G

27/11/2018 19h54

Roma, 27 nov (EFE).- O Real Madrid se reabilitou de mais uma derrota no Campeonato Espanhol, ao passar nesta terça-feira pela Roma por 2 a 0, no Estádio Olímpico, e garantir assim a primeira colocação do grupo G da Liga dos Campeões, com uma rodada de antecedência.

Os gols da partida sairam na etapa complementar, depois de bons 45 minutos iniciais dos anfitriões. Aos 2, o meia-atacante galês Gareth Bale se aproveitou de vacilo da defesa adversária e abriu o placar. Pouco depois, aos 12, foi a vez do atacante espanhol Lucas Vázquez marcar.

O resultado foi um balde de água fria no Estádio Olímpico, já que o jogo foi marcado por homenagens ao ex-jogador italiano Francesco Totti, que entrou para o Hall da Fama do clube. Diversos craques da história da Roma foram convidados para a festa, e coube a Falcão entregar uma camisa especial para o antigo camisa 10.

Curiosamente, as duas equipes começaram o dia pensando em vencer, para se classificar às oitavas, mas, ganharam as respectivas vagas de presente do CSKA Moscou, que foi derrotado pelo Viktoria Plzen, em casa e de virada, por 2 a 1.

Com a vitória na Itália, o Real Madrid chegou a 12 pontos, abrindo três de frente para a Roma. A equipe espanhola, no entanto, mesmo podendo ser igualada, não perderá a liderança na última rodada, pois, levou a melhor nos dois encontros com o time italiano.

Para o jogo desta terça-feira, os dois times entraram em campo com desfalques importantes. Os anfitriões não contaram com o atacante bósnio Edin Dzeko, principal goleador da equipe. Os visitantes, entre outros, atuou sem o volante Casemiro, que foi substituído pelo improvisado zagueiro espanhol Marcos Llorente.

O único brasileiro a atuar na partida foi o lateral-esquerdo Marcelo, nos tricampeões continentais, que tiveram o meia-atacante Vinicius Júnior por 90 minutos no banco. O zagueiro Juan Jesus também passou toda a partida como suplente, nos donos da casa.

Pressionado pelos resultados irregulares ao longo da temporada, o Real Madrid fez o possível para agredir o adversário desde o apito inicial. Aos 5, Kroos fez ótima jogada e cruzou a bola para a área, onde Benzema apareceu, se esticou, mas não conseguiu tocar na bola.

Já sem o principal goleador, a Roma ainda perdeu El Sharaawy, por lesão muscular, ainda aos 22 do primeiro tempo. Com isso, Kluivert saiu do banco de reservas e foi para a partida. Um minuto depois, a equipe da casa chegou com perigo pela primeira vez, em chute de Schick, que foi defendido sem dificuldades por Courtois.

Aos 34, os donos da casa bombardearam o Real. Fazio acertou chute forte e foi travado por Carvajal. No primeiro rebote, Schick bateu firme e obrigou o goleiro adversário a fazer ótima defesa. Kolarov pegou a bola na entrada da área e encheu o pé, à direita do gol.

Já nos acréscimos, a Roma ficou ainda mais perto de marcar, quando Carvajal cochilou e perdeu bola para Zaniolo, que cruzou da esquerda para Ünder. O jovem turco, praticamente, com o gol aberto, acabou concluindo por cima do travessão, para o próprio desespero.

No segundo tempo, logo aos 2 minutos, os anfitriões mostraram desconcentração e, após dois erros seguidos de Fazio, o segundo deles dando cabeçada em direção a Bale, o Real Madrid saiu na frente, com o galês fuzilando para o fundo da rede.

A Roma até tentou se lançar ao ataque, mas, acabou pagando o preço pela agressividade, sofrendo o segundo aos 14, em bela trama ofensiva do adversário. Modric acionou Bale, que levantou na área para Benzema, que escorou e deixou Vázquez livre para marcar.

A distância no placar demoliu a equipe italiana, que não mostrou nenhum poder de reação, enquanto o Real pareceu se poupar, esperando alguma oportunidade clara para atacar. Aos 41, Marcelo chegou a emendar um voleio dentro da área, à esquerda do gol de Olsen, mas o lance foi invalidado por impedimento do brasileiro.



Ficha técnica:.

Roma: Olsen; Florenzi, Manolas, Fazio e Kolarov; N'Zonzi (Coric), Cristante e Zaniolo (Karsdorp); Ünder, El Shaarawy (Kluivert) e Schick. Técnico: Eusebio Di Francesco.

Real Madrid: Courtois; Carvajal, Varane, Ramos e Marcelo; Llorente, Kroos e Modric (Valverde); Vázquez, Bale (Asensio) e Benzema (Mariano). Técnico: Santiago Solari.

Árbitro: Clément Turpin (França), auxiliado pelos compatriotas Nicolas Danos e Cyril Gringore.

Gols: Bale e Vázquez (Real Madrid).

Cartões amarelos: Zaniolo (Roma); Modric e Varane (Real Madrid).

Estádio Olímpico, em Roma (Itália).

Esporte