PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Pablo Pérez: "Isto deveria ser uma festa e parecia que viemos para a guerra"

24/11/2018 22h24

Buenos Aires, 24 nov (EFE).- O capitão do Boca Juniors, Pablo Pérez, que sofreu uma lesão no olho após a agressão dos torcedores do River Plate, disse que a final da Taça Libertadores deste sábado "tinha que ser uma festa, mas que por outro lado parecia uma guerra".

"Isto tinha que ser uma festa e parecia que viemos para a guerra", disse Pérez ao sair do estádio Monumental de Nuñez à imprensa local.

Enquanto caminhava rumo ao ônibus, Pérez afirmou ter "ferido" o olho com cacos de vidro. No entanto, disse estar "bem".

O ônibus com jogadores do Boca Juniors foi atacado por torcedores locais, que quebraram os vidros com pedras e garrafas.

A Polícia jogou gás lacrimogêneo e isso afetou os jogadores.

O partida de volta da final da Libertadores entre River e Boca que devia acontecer esta tarde passou para este domingo às 17h (horário local, 18h em Brasília).

Esporte