PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Promotor pede prisão perpétua para autor por ataque contra ônibus do Dortmund

19/11/2018 12h57

Berlim, 19 nov (EFE).- O promotor Carsten Dombert pediu nesta segunda-feira a pena de prisão perpétua para o acusado de cometer atentado a bomba contra o ônibus do Borussia Dortmund, no dia 11 abril do ano passado.

O homem que confessou ser o autor do ataque foi identificado apenas como Sergej W., e está enquadrado como responsável pela tentativa de assassinato em 28 casos.

O homem disse ter posto a bomba de fabricação caseira no início do percurso que o ônibus fazia até o estádio Signal Iduna Park, para jogo com o Monaco, pelas quartas de final da Liga dos Campeões. O zagueiro espanhol Marc Bartra sofreu ferimentos no braço esquerdo.

Durante as investigações, Sergej W. confessou ter detonado o explosivo à distância.

"Tudo o que ele fez, estava voltado para causar o mais dano possível. A forma como aconteceu o ataque ao ônibus, contava com provocar mortos e feridos graves", afirma o promotor.

Segundo o representante do Ministério Público, o valor da confissão do acusado, inclusive, é praticamente nulo, já que ele apenas admitiu tudo o que as investigações demonstraram.

De acordo com o inquérito, a motivação do autor do ataque teria sido provocar queda no valor das ações do Borussia Dortmund na bolsa de valores local, para poder ganhar dinheiro como especulação financeira.

Esporte