PUBLICIDADE
Topo

Esporte

CR7 não foi à festa da Fifa por questões de calendário, diz técnico da Juve

Massimiliano Allegri, técnico da Juventus, da Itália - Divulgação/Juventus
Massimiliano Allegri, técnico da Juventus, da Itália Imagem: Divulgação/Juventus

Da EFE, em Roma

25/09/2018 09h59

O técnico da Juventus, Massimiliano Allegri, lamentou nesta terça-feira (25) por não ter comparecido à cerimônia de entrega dos prêmios The Best da Fifa, realizada na segunda-feira, em Londres, e explicou que ele e o atacante Cristiano Ronaldo só deixaram de ir ao evento por problemas de calendário.

CR7 era um dos candidatos aos prêmios de melhor jogador da temporada, que acabou nas mãos do meia croata Luka Modric, do Real Madrid, e Puskas, do gol mais bonito, que teve como vencedor o atacante egípcio Mohamed Salah, do Liverpool. O português foi escalado na seleção dos 11 melhores do ano.

Em entrevista coletiva, Allegri argumentou que a premiação da Fifa foi organizada pouco antes da partida desta quarta-feira entre Juventus e Bologna, em Turim, válida pela sexta rodada do Campeonato Italiano.

"Ontem (24) foi um dia bom. Lamentamos por não termos ido. Tínhamos uma partida muito próxima (quarta-feira) e era um evento que se encaixava mal (no calendário)", afirmou Allegri.

Allegri ficou surpreso ao saber que o atacante Lionel Messi o incluiu junto aos espanhóis Ernesto Valverde (Barcelona) e Josep Guardiola (Manchester City) em seus votos para o prêmio de melhor treinador do ano, que acabou sendo concedido ao francês Didier Deschamps, campeão mundial no comando da seleção francesa.

"Não sabia, estou sendo informado agora (sobre o voto de Messi). Estou contente, não posso dizer nada diferente. Ontem, o prêmio foi para Deschamps, que ganhou a Copa com a França de maneira merecida", comentou.

Sobre a partida contra o Bologna, Allegri disse que CR7 não precisa descansar e que será titular. O jogador, que foi expulso no início da partida contra o Valencia na semana passada, desfalcará o time por suspensão na próxima terça-feira, contra o Young Boys, pela segunda rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões.

"Ele não jogará contra o Young Boys na terça-feira. Estamos no começo do campeonato, ele está em forma, precisa continuar jogando e marcando gols. Amanhã, certamente jogará", disse.

Outro que tem presença garantida no time titular para a próxima partida é o atacante Paulo Dybala, que ainda não marcou gols nesta temporada.

"Dybala jogará amanhã, é o que ele precisa. No outro dia (contra o Frosinone), fez uma boa partida. O que acontece é que ele só é elogiado quando faz gols. Ele precisa jogar, é desta maneira que conseguirá ritmo", analisou.

Esporte