PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Atacante italiano nega acusações de doping e pede arquivamento de caso

25/09/2018 15h27

Roma, 25 set (EFE).- O atacante italiano Giuseppe Rossi negou nesta terça-feira as acusações da Agência Nacional Antidoping da Itália, que pediu uma ano de suspensão para o jogador, por testar positivo em exame antidoping, em maio deste ano.

"Sempre estive limpo. Isso é um caso que deveria ser arquivado. O resultado, certamente, se origina de alguma contaminação alimentar involuntária", afirmou o jogador, de 31 anos, que está sem clube.

Rossi, que atuava no Genoa, quando caiu no antidoping, foi flagrado pelo uso da substância dorzolamida, depois do jogo com o Benevento, pelo Campeonato Italiano, realizado no dia 12 de maio.

O ex-jogador também de Manchester United, Villarreal, Fiorentina, Celta de Vigo, entre outros, além da seleção italiana disputou 33 minutos da partida, realizada no estádio Ciro Vigorito, ao sair do banco de reservas.

Por causa do resultado no exame, Rossi foi convocado para depôr no dia 1º de outubro deste ano, segundo divulgou hoje a Agência Nacional Antidoping da Itália, que pediu a suspensão de um ano, como pena.

Esporte