PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Márquez desbanca Dovizioso no GP de Aragón e fica mais perto do título

23/09/2018 13h41

Alcañiz (Espanha), 23 set (EFE).- O espanhol Marc Márquez, da Honda, deu grande passo para a conquista do título do Campeonato Mundial de MotoGP neste domingo, ao vencer o Grande Prêmio de Aragón, na Espanha, abrindo assim 72 pontos de vantagem para o italiano Andrea Dovizioso, da Ducati.

O dono da moto 93 seguiu dominante na prova disputada no circuito de Motorland, na cidade de Alcañiz, em que venceu todas as edições desde 2016. Além disso, ainda foi primeiro colocado em 2013. Dois anos antes, levou a melhor correndo pela Moto2.

Com a vitória de hoje, Márquez chegou aos 246, contra 174 de Dovizioso, vice-líder da competição, que hoje cruzou a linha de chegada na segunda colocação. Daqui até o fim da temporada, estarão em disputa mais 125 pontos, o que deixa o espanhol com a mão na taça, que seria sua quinta na principal categoria.

A terceira colocação no GP de Aragón ficou com o italiano Andrea Iannone, da Suzuki, que repete assim os melhores resultados alcançados na temporada, nos Grandes Prêmios das Américas e da Espanha. Em quarto, chegou o espanhol Álex Rins, também da Suzuki.

O italiano Valentino Rossi, da Yamaha, que até duas etapas atrás era o principal perseguidor de Márquez, sofreu com o rendimento baixo da escuderia em Motorland, e acabou apenas na oitava colocação. Com isso, chegou a 159 pontos e, praticamente, deu adeus a disputa do título.

Pole position da prova, o espanhol Jorge Lorenzo, da Ducati, sofreu queda na primeira volta e teve que abandonar. Já o ítalo-brasileiro Franco Morbidelli, da Marc VDS Honda, voltou a pontuar, ao ocupar a 11ª colocação.

Na Moto 2, a vitória ficou com o sul-africano Brad Binder, Red Bull KTM Ajo. O italiano Francesco Bagnaia, da VR46 Kalex, terminou em segundo e abriu 19 pontos de frente (234 a 215) para o vice-líder da temporada, o português Miguel Oliveira, companheiro de equipe do vencedor da etapa.

Por fim, na Moto3, o espanhol Jorge Martín, da Gresini Honda, desbancou o italiano Marco Bezzecchi, da Prüstel KTM, e aumentou a vantagem na ponta da tabela, que agora é de 13 pontos (191 a 178). O italiano Fabio Di Giannantonio, companheiro do líder do campeonato, chegou em quarto e ficou mais longe da luta pelo título.

Esporte