PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Brasil não consegue vaga na final dos saltos por equipes dos Jogos Equestres

20/09/2018 19h45

Tryon (EUA), 20 set (EFE).- O Brasil ficou fora nesta quinta-feira da final da prova de saltos por equipes dos Jogos Equestres Mundiais, que estão sendo disputados na cidade de Tryon, nos Estados Unidos, e perdeu assim oportunidade de garantir vaga nos Jogos Olímpicos.

No fim do primeiro dia de disputas, Pedro Veniss, Luiz Francisco de Azevedo, Pedro Junqueira Muylaert e Yuri Mansur terminaram na terceira colocação, atrás apenas das favoritas Suíça e Holanda, com uma penalização de 6,42 pontos.

Hoje, no entanto, o desempenho foi bem abaixo ao do dia anterior e a marca de 32 pontos fez o Brasil despencar para a 14ª colocação, ficando fora da zona de classificação para a final, que englobava as dez primeiras posições no somatório das duas apresentações.

Veniss terminou a quinta-feira com 4 pontos de penalização, Azevedo com 13, Mansur com 15 e Muylaert com 20, que foram descartados.

A Suíça permaneceu na liderança geral e segue como principal candidata ao título. Estados Unidos, Alemanha, Suécia e Alemanha completam o 'top-5'. As outras equipes classificadas são Irlanda, França, Austrália, Grã-Bretanha e Canadá.

Na competição por equipes, os seis primeiros colocados se garantirão na próxima edição dos Jogos Olímpicos, que acontecerão daqui dois anos, em Tóquio, no Japão.

No individual, avançaram os 60 primeiros colocados, com Pedro Veniss aparecendo com o melhor do país, na nona colocação, um dia depois de ter fechado a disputa na segunda posição. Luiz Francisco de Azevedo também se classificou, em 58º.

Pedro Junqueira Muylaert e Yuri Mansur se despediram ao ocupar o 80º e a 90º lugares, respectivamente.

Amanhã, Veniss e Azevedo tentarão se garantir entre os 25 primeiros colocados, o que representará classificação à final da prova individual, que acontecerá neste domingo.

O primeiro colocado no geral foi o italiano Lorenzo de Luca, com 1,19 pontos de penalização, seguido pelo americano McLain Ward (2,08) e pelo sueco Peder Fredricson (2,19), que completam o 'top-3'.

O suíço Steve Guerdat, campeão olímpico em 2012, que terminou a quarta-feira na liderança, agora aparece na oitava colocação.

Esporte