PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Espanha pensa em ir à CAS para pleitear ouro e prata em prova cancelada

18/09/2018 20h48

Álvaro Blanco.

Tryon (EUA), 18 set (EFE).- A federação hípica da Espanha está disposta a recorrer à Corte Arbitral do Esporte (CAS) para pedir que sejam reconhecidas a vitória e a segunda colocação de dois cavaleiros do país na prova de enduro dos Jogos Equestres Mundiais disputados em Tryon, nos Estados Unidos.

A prova, realizada na semana passada, foi paralisada pela organização - quando três quartos do percurso já tinham sido completados - devido a "a uma combinação de altas temperaturas e umidade", segundo a Federação Equestre Internacional (FEI).

No momento da suspensão, os dois primeiros colocados eram os espanhóis Jaume Punti e Alex Luque, nesta ordem, e o francês Jean Philippe Frances estava em terceiro.

Venancio García, secretário-geral da entidade, disse à Agência Efe nesta terça-feira que a FEI oficializou a decisão de cancelar o enduro, que terminou sem medalhistas. O dirigente também contou que tem 30 dias para apresentar um recurso contra a medida e que, caso a apelação não avance, a federação espanhola pode até ir à CAS para pedir o reconhecimento das primeiras colocações e a entrega de medalhas aos que ocupavam as três primeiras posições.

Para ele, deveria haver um sistema como o existente em outras modalidades e segundo o qual, dependendo de quanto uma prova foi disputada até o momento de sua suspensão, é reconhecido como resultado final o daquele mesmo instante.

Esporte