PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Atlético de Madrid bate Monaco de virada; Dortmund arranca vitória na Bélgica

18/09/2018 18h04

Mônaco, 18 set (EFE).- Apesar de ter saído atrás no placar, o Atlético de Madrid estreou na Liga dos Campeões 2018-2019 com uma vitória sobre o Monaco por 2 a 1 de virada no Stade Louis II nesta terça-feira, em jogo válido pelo grupo A do torneio, que teve ainda o triunfo do Borussia Dortmund sobre o Club Brugge por 1 a 0 na Bélgica.

Mesmo bastante alterado em relação à última temporada e desfalcado, o time do principado deu trabalho e saiu à frente, com gol de Grandsir. Entretanto, ainda no primeiro tempo, Diego Costa e Giménez balançaram a rede uma vez cada e deram ao Atlético seus três primeiros pontos nesta 'Champions'.

Já o Dortmund teve grande dificuldade no estádio Jan Breydel, na cidade de Bruges, mas também venceu. Pulisic evitou que a partida tivesse placar em branco ao marcar para os 'Aurinegros' aos 40 minutos da etapa final.

Na segunda rodada da chave, marcada para o dia 3 de outubro, o Atlético jogará em casa contra o Brugge, enquanto o Monaco terá a dura missão de se reabilitar em Dortmund, onde medirá força com o time local.

Com a venda de Fabinho para o Liverpool e os empréstimos de Jorge para o Porto e Boschilia para o Nantes, o Monaco contou com apenas um brasileiro, o zagueiro Jemerson. A equipe anfitriã teve uma série de desfalques por lesão, entre eles os dos meias Golovin e Rony Lopes e o do atacante Jovetic.

No Atlético de Madrid, Filipe Luis ficou entre os reservas em disputa de posição com Lucas Hernández, campeão mundial como titular da seleção da França, enquanto o naturalizado espanhol Diego Costa apareceu na formação inicial, como de costume.

Rápido como sempre, o ataque 'colchonero' deu um susto na torcida local logo aos seis minutos de partida. Diego Costa tabelou com Griezmann, recebeu ótimo passe entre a linha de impedimento do Monaco e ficou cara a cara com o goleiro Benaglio, mas chutou para fora.

O jogo era lá e cá, com as duas equipes buscando o ataque, mas os donos da casa foram mais eficientes e fizeram 1 a 0 aos 18 minutos do primeiro tempo. Falcao ganhou disputa com Saúl dentro da área, Correa afastou mal, Grandsir aproveitou a "bola vadia" de frente para o alvo e chutou rasteiro para abrir o placar.

Em vantagem, o Monaco jogava com calma e permanecia no campo de ataque, embora não criasse muito. Porém, em um vacilo da defesa, o Atlético partiu no contra-ataque e deixou tudo igual aos 32. Griezmaann desceu pelo meio e acionou Diego Costa na esquerda. O sergipano entrou na área e bateu cruzado para empatar.

O time do principado esteve muito perto de voltar a ficar à frente aos 42, em chute de longe de Tielemans que raspou a trave, mas foram os 'Colchoneros' os que conseguiram ir para o intervalo vencendo. Aos 46, Koke cobrou escanteio, Giménez apareceu entre os marcadores, cabeceou firme e virou o jogo.

O começo da segunda etapa foi truncado, e a bola ia de intermediária a intermediária, mas sem rondar os gols. Aos sete minutos, Griezmann teve falta para cobrar próximo à área, mas acertou a barreira e ficou com o escanteio.

Aos 21, Falcao, que defendeu a equipe 'rojiblanca' de 2011 a 2013, esteve perto de fazer valer a chamada "lei do ex". O centroavante usou o corpo para segurar dois marcadores e, perto da área, chutou colocado, a centímetros da trave. Seis minutos depois, no troco do Monaco, o jovem Mboula, que havia entrado momentos antes, recebeu de Tielemans, encarou a marcação na direita e finalizou cruzado, mas a defesa rechaçou.

Os donos da casa foram para cima na parte final do duelo. O Atlético recuou de maneira consciente, em busca de um contra-ataque, mas correu riscos e esteve perto de ver a vitória escapar. Aos 35 minutos, N'Doram abriu na direita para Sidibé, que chutou de longe e errou a meta por pouco.

Na base do abafa e do chuveirinho, o campeão francês da temporada retrasada quase conseguiu ao menos um ponto em casa, mas a bola não entrou por centímetros. Mboula levantou e Glik acertou bonito cabeceio, mas não acertou o gol.



Ficha técnica:.

Monaco: Benaglio; Sidibé, Glik, Jemerson e Henrichs; N'Doram. Tielemans e Aholou (Traoré); Grandsir (Sylla), Chadli (Mboula) e Falcao. Técnico: Leonardo Jardim.

Atlético de Madrid: Oblak; Juanfran, Godín, Giménez e Hernández; Rodri, Saúl, Correa (Lemar) e Koke; Griezmann e Diego Costa. Técnico: Diego Simeone.

Árbitro: William Collum (Escócia), auxiliado pelos compatriotas David McGeachie e Graeme Stewart.

Cartões amarelos: Falcao, Sidibé e Traoré (Monaco); Giménez (Atlético de Madrid).

Gols: Diego Costa e Giménez (Atlético de Madrid).

Estádio: Louis II, em Mônaco.

Esporte