PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Allegri e elenco da Juventus perdoam Douglas Costa por cuspir em adversário

Douglas Costa em lance pela Juventus - Marco BERTORELLO / AFP
Douglas Costa em lance pela Juventus Imagem: Marco BERTORELLO / AFP

18/09/2018 16h09

Valência (Espanha), 18 set (EFE).- O técnico da Juventus, Massimiliano Allegri, e o zagueiro Giorgi Chiellini, capitão da equipe, não minimizaram a importância da expulsão do brasileiro Douglas Costa por cuspir em um adversário na última rodada do Campeonato Italiano, mas afirmam que a atitude se tratou de "blecaute" que não se repetirá e pediram que o jogador não seja "crucificado".

"No domingo vimos um episódio muito desagradável, que surpreendeu a todos e a ele também, que é muito tranquilo. Foi incomum. Pediu desculpas, pagará com os quatro jogos de suspensão e terá a oportunidade de demonstrar seu jogo limpo", disse o Allegri, que adiantou que pode escalar o brasileiro na estreia da Juve na Liga dos Campeões da Europa nesta quarta-feira (19), no estádio Mestalla, contra o Valencia.

"Avaliarei se será titular ou se ficará no banco, mas será uma escolha técnica. Lamento porque não foi um exemplo bonito para as crianças, mas o primeiro decepcionado foi ele", afirmou o treinador.

Allegri disse que Douglas Costa está treinado bem e que o brasileiro teve "um blecaute que pode acontecer com qualquer um".

Por sua vez, Chiellini disse que não ainda não conversou com Douglas Costa "como capitão", mas que o elenco está "perto dele".

"É um garoto que sempre foi bem este ano, sabe que cometeu um erro, pediu desculpas e vai arcar com as consequências, mas não se deve crucificá-lo", disse o zagueiro.

"Todos nos equivocamos alguma vez, não vai voltar a acontecer. Espero que ele possa nos ajudar neste mês na Champions e quando voltar da suspensão no Campeonato Italiano. Acredito que perdeu um pouco a cabeça, mas muito foi falado e não devemos prolongar este assunto", concluiu Chiellini.

Esporte