PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Tetra: Hamilton chega apenas em 9º no México, mas conquista 4º título mundial

29/10/2017 19h12

Redação Central, 28 out (EFE).- Apesar de ter se acidentado na terceira curva e caído para a última posição, o britânico Lewis Hamilton foi o nono colocado do Grande Prêmio do México neste domingo e conquistou o quarto título mundial de Fórmula 1 da carreira, já que o alemão Sebastian Vettel cruzou a linha de chegada em quarto.

Campeão em 2008, ainda pela McLaren, em 2014 e 2015, já pela Mercedes, sua equipe atual, Hamilton foi a 333 pontos, 56 a mais que o piloto da Ferrari. Como faltam apenas duas corridas, no Brasil e nos Emirados Árabes, o agora tetracampeão não pode mais ser alcançado.

A vitória no Autódromo Hermanos Rodríguez, na Cidade do México, foi do holandês Max Verstappen, que largou em segundo lugar, assumiu a ponta logo na segunda curva e não saiu mais da dianteira do pelotão. O pódio teve ainda os finlandeses Valtteri Bottas, da Mercedes, na segunda posição, e Kimi Raikkonen, da Ferrari, em terceiro.

Único brasileiro do grid, Felipe Massa largou em décimo, depois de ter sido 11º no treino oficial, beneficiado por uma punição ao australiano Daniel Ricciardo (Red Bull) e recebeu a bandeirada também em 11º. Seu companheiro de equipe na Williams, o canadense Lance Stroll, foi o sexto, atrás também do francês Esteban Ocon, da Force India.

A zona de pontuação teve ainda o outro piloto da equipe anglo-indiana, o mexicano Sergio Pérez, em sétimo lugar, o dinamarquês Kevin Magnussen (Haas), em oitavo, e o espanhol Fernando Alonso (McLaren), em décimo.

Hamilton vinha acostumado a disputar o título com outro alemão, Nico Rosberg, que foi seu companheiro na Mercedes até o ano passado. Desta vez, o domínio da escuderia alemã parecia ruir, e o rival foi de outra escuderia. Vettel liderou o Mundial até a 13ª prova, em Monza, mas justamente na casa da Ferrari o jogo virou.

Enquanto o britânico emplacou uma série de seis vitórias em sete corridas antes do GP do México, o concorrente não venceu mais e ainda teve dois abandonos, o que inclusive ameaça a condição de vice-campeão. O alemão, que também tem quatro títulos mundiais, tem agora apenas 15 pontos de frente para Bottas.

O destino dos dois pleiteantes ao título dentro da prova mudou logo no começo. Verstappen foi para cima e deixou Vettel, pole position para trás, assumindo a ponta. O alemão então foi pressionado por Hamilton, os dois se tocaram e tiveram seus carros danificados. A Mercedes teve o pneu traseiro direito furado, e a Ferrari, uma quebra na asa dianteira.

Outro que teve de ir para os boxes logo no começo foi Massa. A Williams identificou via computador um problema em um dos pneus do carro do brasileiro, que foi obrigado a fazer a troca.

Verstappen passou a guiar tranquilo na ponta, sem qualquer ameaça dos finlandeses que vinham atrás. A distância entre os três primeiros acabou aumentando até se torna definitiva e irreversível, o que não deixou margem para disputas.

Na parte de trás do pelotão, porém, houve bastante ação. Vettel abria caminho, enquanto Hamilton tinha dificuldades com o pneu macio, o mais duro levado pelas equipes para a Cidade do México. O alemão rapidamente se colocou entre os dez primeiros, enquanto o britânico.

Depois disso, aproveitando-se de um safety car, o britânico voltou a trocar de pneus e passou a render melhor. Deixou um a um para trás e, se não subiu ao pódio, ao menos fez a festa da torcida ao conseguir uma dura ultrapassagem em cima do espanhol Fernando Alonso na antepenúltima volta.

A torcida foi um espetáculo à parte no Autódromo Hermanos Rodríguez. Na 19ª volta, todos nas arquibancadas se colaram de pé, com braço direito erguido, como homenagem às vítimas do terremoto que devastou a capital mexicana e arredores em 19 de setembro.

Após a bandeirada final, muitos entraram na pista para seguir o campeão. Hamilton deixou o carro para conceder entrevista, mas deixou de lado o "repórter" do dia da organização, o ex-piloto escocês David Coulthard, e saiu correndo a pé pelo circuito acompanhado pela multidão.

Esporte