PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Napoli vira contra o Genoa e volta à ponta; Juve e Milan goleiam

25/10/2017 20h18

Roma, 25 out (EFE).- Ultrapassado pela Inter de Milão, que na véspera derrotou a Sampdoria por 3 a 2, o Napoli reassumiu a liderança do Campeonato Italiano nesta quarta-feira ao bater o Genoa pelo mesmo placar fora de casa, no estádio Luigi Ferraris, enquanto Juventus, Roma, Lazio e Milan também venceram seus jogos.

Passadas dez rodadas, o time dirigido por Maurizio Sarri continua invicto e soma 28 pontos, dois a mais que a Inter, que voltou à segunda colocação. A Juve vem logo atrás, em terceiro lugar, com 25 pontos e saldo de gols melhor que o da Lazio, quarta.

A quinta posição é da Roma, que tem 21 pontos e uma partida atrasada a disputar, contra a Sampdoria, que vem em sexto, com 17. Recuperado após um jejum de quatro jogos sem vitória, o Milan é o oitavo, com 16 pontos, mesmo número da Fiorentina, sétima.

Antes do começo das partidas, todas as equipes respeitaram um minuto de silêncio em honra a Anne Frank, judia cuja imagem foi usada no último domingo por alguns torcedores da Lazio como insulto antissemita durante o jogo e depois do jogo contra o Cagliari.

Na cidade de Gênova, o Napoli não teve vida fácil e saiu atrás no placar. Logo aos quatro minutos de bola rolando, Taarabt fez 1 a 0 para os donos da casa. Os 'Azzurri' viraram ainda no primeiro tempo, com dois gols de Mertens, aos 14 e aos 30 minutos.

Na etapa final, já com o volante Allan, que foi o único brasileiro em campo, o líder ampliou com gol contra de Zukanovic, aos 15 minutos. Izzo descontou aos 31, e o Genoa esboçou uma reação, mas não chegou ao empate.

A Juventus, com Alex Sandro e Douglas Costa entre os titulares, teve vida mais fácil diante da Spal. Bernadeschi, aos 14 minutos da etapa inicial, e Dybala, aos 22, fizeram um gol cada e abriram frente para a 'Velha Senhora'.

Paloschi descontou aos 34, mas Higuaín e Cuadrado marcaram um cada depois do intervalo, aos 20 e aos 25, confirmaram o triunfo e transformaram o ataque 'bianconero' no melhor do Italiano, com 31 gols marcados.

No estádio Renato Dall'Ara, em Bolonha, a Lazio, que contou com o volante Lucas Leiva como único brasileiro, foi para o aquecimento com uma camisa com a foto de Anne Frank estampada como forma de condenar o gesto de alguns dos chamados ultras no Olímpico no fim de semana.

Com a bola rolando, Milinkovic-Savic fez 1 a 0 para a equipe do técnico Simone Inzaghi, aos quatro minutos de partida, e Lulic aumentou a diferença, aos 28. O próprio Lulic diminuiu marcando contra, mas não impediu o triunfo por 2 a 1.

Diante do Crotone, na capital, a Roma jogou "para o gasto" e levou a melhor por 1 a 0. O único gol saiu aos dez minutos da primeira etapa, em pênalti convertido por Perotti. Os 'Giallorossi' tiveram time misto, que incluiu o goleiro Alisson e o meia Gérson na formação inicial.

Já o Milan, que vinha em uma sequência de três derrotas e um empate, este em casa, enfim deu alegrias à torcida 'rossonera' ao golear o Chievo por 4 a 1 em Verona. O time de Milão fez 3 a 0, com gols de Suso, Cesar (contra) e Çalhanoglu. Birsa descontou, mas logo depois Kalinic marcou o quarto.

Esporte