PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Marc Márquez pode ser campeão da MotoGP se for 2º na Malásia

25/10/2017 14h11

Sepang (Malásia), 25 out (EFE).- O espanhol Marc Márquez, da Honda, pode conquistar neste fim de semana o título da MotoGP, no Grande Prêmio da Malásia, em que precisa chegar, pelo menos na segunda posição, para não depender do desempenho do italiano Andrea Dovizioso, da Ducati.

Os dois pilotos chegaram a Austrália, no último fim de semana, separados por 11 pontos, indicando que a decisão do campeonato seria levada para a última prova da temporada, na Comunidade Valenciana, na Espanha, em 12 de novembro.

Em Phillip Island, no entanto, Márquez venceu, enquanto Dovizioso terminou na 13ª colocação. Com isso, o espanhol chegou aos 269 pontos, contra 236 do arquirrival. Além disso, o espanhol Maverick Viñales, da Yamaha, terceiro na etapa passada, ficou com 219 pontos, sem chances de erguer o troféu.

No circuito de Sepang, um primeiro ou um segundo lugar garantirão o quarto título para Márquez na MotoGP, independente de combinação de resultados. Em qualquer outra posição alcançada, bastará que Dovizioso não tire oito pontos ou mais na prova.

O retrospecto do espanhol na Malásia, no entanto, não é de grandes resultados. A única vitória aconteceu em 2014, um ano depois de alcançar a segunda colocação. Em 2015, o piloto da Honda abandonou e, em 2016, ele foi apenas o 11º.

Na edição passada, aliás, quem venceu foi Dovizioso, desbancando o italiano Valentino Rossi, da Yamaha, em duelo eletrizante.

O título de campeão da Moto2 também poderá ser definido neste fim de semana, com o ítalo-brasileiro Franco Morbidelli, da Marc VDS Kalex, buscando a vitória para não depender do resultado do suíço Thomas Lüthi, da Intervetten Kalex.

O filho de mãe nascida no Brasil, além disso, poderá ficar com a taça se o rival não tirar mais do que quatro pontos na prova deste fim de semana. Dessa forma, o vice-líder adiará a decisão para a Comunidade Valenciana, se conseguir cruzar a linha de chegada em primeiro.

A Moto3, por sua vez, já chega decidida, já que espanhol Joan Mir, da Leopard Honda, abriu 70 pontos para o italiano Romano Fenati, da Ongetta Honda, com o primeiro lugar do GP da Austrália, e o sexto lugar do concorrente.

Esporte