PUBLICIDADE
Topo

Esporte

CR7 vê longo futuro em ciclo de prêmios entre ele e Messi: "apenas começando"

23/10/2017 20h50

Londres, 23 out (EFE).- Coroado nesta segunda-feira em Londres pela quinta vez como melhor jogador do mundo pela Fifa, sendo a segunda consecutiva, Cristiano Ronaldo se mostrou bem-humorado após receber o prêmio e disse que o ciclo de vitórias dele e de Lionel Messi nessa disputa "está apenas começando".

O astro português, que foi ao icônico teatro London Palladium, onde aconteceu a cerimônia de entrega do prêmio, com a mulher, Georgina Rodríguez, e seu filho Cristiano Jr, afirmou que está "muito feliz" e "vivendo um momento único".

"É um orgulho enorme. Dedico este troféu à torcida, a todos os meus companheiros e às pessoas me ajudaram a conquistar isso. Estou muito feliz. Estou vivendo um momento único que tenho que aproveitar", disse o jogador após a cerimônia.

"Vou para a cama todos os dias satisfeito pelo que fiz. Sou um afortunado, uma pessoa especial por jogar no melhor clube do mundo e em uma grande seleção como a de Portugal, e por ganhar os troféus que ganho. Fui escolhido melhor do mundo pela quinta vez, o que mais posso pedir? Quero continuar feliz e desfrutando do futebol", declarou.

Cristiano, de 32 anos, recebeu o prêmio The Best das mãos dos ex-craques Diego Maradona e Ronaldo Fenômeno, em uma cerimônia que para a edição deste ano mudou de sede, de Zurique para Londres.

O jogador do Real Madrid superou na votação dos finalistas o argentino Lionel Messi, do Barcelona, e Neymar, atualmente no Paris Saint-Germain, mas que foi avaliado pelas atuações no Barcelona, já que o prêmio é referente à temporada 2016-2017.

"A temporada passada foi fabulosa, e tenho que dar parabéns aos meus companheiros por um ano inesquecível. Por trás há muito talento, trabalho, dedicação e tempo treinando na academia e com os fisioterapeutas, dormindo e comendo bem e fazendo as coisas perfeitas como profissionais", disse Cristiano.

"A minha ambição era ganhar algo com a seleção, e em 2016 conquistamos a Eurocopa. O que mais quero agora é ganhar troféus coletivos para poder ganhar individuais. Trabalho para isso", acrescentou.

Perguntado sobre a continuidade do ciclo Cristiano Ronaldo-Lionel Messi, que domina o prêmio da Fifa desde 2008, o português brincou e disse que "apenas está começando".

"Não compito com Leo. Estamos na mesma era, ele ganhou o troféu cinco vezes, e eu outras cinco. As coisas são como são. Estou feliz, jogo no melhor clube do mundo e tenho a possibilidade de mostrar que estou em um nível alto e continuo muito bem", argumentou.

"Vamos ver amanhã o que vai acontecer, mas neste momento há que aproveitar, porque é um momento muito especial na minha vida", ressaltou o craque.

Esporte