PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Árbitros da semifinal da Libertadores terão auxilío de sistema de vídeo

23/10/2017 20h59

Guayaquil (Equador), 23 out (EFE).- O árbitro argentino Néstor Pitana terá a sua disposição nesta quarta-feira no duelo entre Barcelona de Guayaquil e Grêmio, válido pelas semifinais da Taça Libertadores, o sistema de vídeo-arbitragem (VAR).

A ferramenta também será usada pelo brasileiro Wilton Sampaio, árbitro da partida entre River Plate e Lanús. O compatriota Sandro Meira Ricci será o responsável por comandar o VAR no jogo.

As informações foram divulgadas nesta quarta-feira, em Guayaquil, pelo representante da Conmebol, o uruguaio Jorge Larrionda. Os lances que poderão ser revisados pelo VAR, segundo ele, são: os gols, as marcações de pênalti, as expulsões diretas de um jogador e casos nos quais houver confusão para identificar um atleta.

Apesar do uso do sistema, Larrionda esclareceu que os árbitros de jogo terão a "última palavra" sobre as decisões em campo.

"Os juízes assistentes do VAR são oficiais da partida. Por isso, qualquer informação fornecida por eles ao árbitro central será tratada da mesma maneira da que a de um árbitro assistente, um assistente adicional ou do quarto árbitro", explicou o uruguaio.

Larrionda ainda fez um alerta aos jogadores. Caso eles insistam para que o árbitro utilize o VAR quando o sistema não necessário, o atleta pode ser advertido com cartão amarelo.

Esporte