PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Tecnologia ajuda, United vence Benfica e fica perto das oitavas da Champions

18/10/2017 19h03

Lisboa, 18 out (EFE).- O Manchester United superou nesta quarta-feira o Benfica no Estádio da Luz, por 1 a 0, graças a um lance validado pela tecnologia da linha do gol, e com isso se manteve com 100% de aproveitamento no grupo A da Liga dos Campeões, pelo qual o Basel bateu o CSKA Moscou e aparece em segundo lugar.

O único gol da partida disputada em Lisboa foi marcado pelo atacante inglês Marcus Rashford, aos 19 minutos do segundo tempo. O jovem jogador cobrou falta de longe, o goleiro belga Mile Svilar até segurou a bola, mas a deixou ultrapassar a linha, conforme o sistema implantado pela Uefa apontou.

Com a vitória, os Diabos Vermelhos chegaram a nove pontos e ficaram muito perto da vaga para as oitavas de final, que pode vir na próxima rodada, após novo encontro com o Benfica, no estádio Old Trafford, no dia 31 deste mês.

Os 'Encarnados', que terminaram com dez jogadores em campo, devido à expulsão do zagueiro e capitão Luisão, permanecem sem marcar qualquer ponto no grupo A da 'Champions' e estão muito perto da eliminação.

Para o jogo desta quarta-feira, a grande atração nas escalações foi o goleiro Svilar, de apenas 18 anos, que foi escalado no Benfica na vaga de Julio César - o brasileiro ainda se recupera de uma lombalgia. Com isso, o camisa 1 se tornou o mais jovem da posição a disputar um jogo de 'Champions', superando o espanhol Iker Casillas.

Assim como o ex-goleiro da seleção, o atacante Jonas também começou no banco de reservas. O zagueiro e capitão Luisão, o lateral-direito Douglas e o meia Filipe Augusto foram escalados como titulares na equipe lusitana.

No Manchester United, o português José Mourinho, que começou a carreira como técnico do clube lisboeta, não pode contar com o zagueiro marfinense Eric Bailly, o volante belga Marouane Fellaini e o meia francês Paul Pogba, todos lesionados.

O jogo no Estádio da Luz teve início muito truncado, com Luisão, por exemplo, recebendo cartão amarelo logo aos 4 minutos, após acertar cotovelada em Mkhitaryan. Além disso, as duas equipes trocaram golpes futebolísticamente, com finalizações perigosas.

Aos 14, Salvio ficou muito perto de levar ao delírio a torcida anfitriã, com chute que passou muito perto do gol de De Gea. Dois minutos depois, Lukaku acertou cabeçada no travessão, embora o lance tenha sido invalidado por falta do atacante em Svilar.

Outro ex-Benfica do Manchester United, o volante sérvio Matic teve ótimo oportunidade aos 35, quando bateu cruzado para boa defesa do jovem goleiro belga. Na sequência, aos 41, Mkhitaryan fez boa jogada, invadiu a área, mas isolou na hora de concluir.

Na etapa complementar, os Diabos Vermelhos fizeram de tudo para encurralar o rival. Logo aos 5, Rashford bateu e obrigou Svilar a trabalhar. Aos 15, o duelo se repetiu com o inglês parando novamente no goleiro adversário.

O jovem atacante não desistiu e conseguiu balançar as redes aos 19 minutos da etapa complementar, acertando cobrança de falta de muito longe. Svilar ainda conseguiu defender, mas o relógio do árbitro alemão Felix Zwayer recebeu sinal eletrônico atestando que a bola ultrapassou a linha do gol.

A desvantagem deixou o Benfica com poucas forças, tanto é que o United ficou perto de marcar novamente aos 33, quando Martial passou por Douglas e bateu quase sem ângulo, parando em mais uma boa intervenção do jovem goleiro dos anfitriões.

Já nos acréscimos, Luisão acabou recebendo o segundo cartão amarelo, por consequência, sendo expulso, devido falta dura no jovem meia McTominay, que pouco antes havia substituído Mkhitaryan.

Na outra partida do grupo A, o Basel surpreendeu o CSKA Moscou ao vencer fora de casa, na capital russa, por 2 a 0. A equipe suíça se isolou na vice-liderança, com seis pontos. O volante albanês Taulant Xhaka e o atacante suíço Dimitri Oberlin marcaram para o Basel.



Ficha técnica:.

Benfica: Svilar; Douglas, Luisão, Rúben Dias e Grimaldo; Fejza, Pizzi (Zivkovic) e Filipe Augusto; Salvio (Cervi), Jiménez e Diogo Gonçalves (Jonas). Técnico: Rui Vitória.

Manchester United: De Gea; Valencia, Lindelof, Smalling e Blind; Herrera, Matic, Mata (Lingard), Mkhitaryan (McTominay) e Rashford (Martial); Lukaku. Técnico: José Mourinho.

Árbitro: Felix Zwayer (Alemanha), auxiliado pelos compatriotas Thorsten Schiffner e Marco Achmüller.

Gol: Rashford (Manchester United).

Cartões amarelos: Luisão e Diogo Gonçalves (Benfica); e Valencia (Manchester United).

Cartão vermelho: Luisão (Benfica).

Local: Estádio da Luz, em Lisboa (Portugal).

Esporte