PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Chelsea e Roma empatam em jogo com virada e belo gol de David Luiz

18/10/2017 19h07

Londres, 18 out (EFE).- Chelsea e Roma duelaram nesta quarta-feira no estádio Stamford Bridge, em Londres, pela liderança do grupo C da Liga dos Campeões e empataram em 3 a 3, em um jogo em que os donos da casa abriram 2 a 0, levaram a virada e buscaram a igualdade.

Quem abriu o placar foi David Luiz, que atuou como volante e acertou um bonito chute de fora da área. Ainda no primeiro tempo, Hazard ampliou para os 'Blues', e Kolarov descontou.

Coincidência ou não, o "menino maluquinho" foi substituído na etapa final, e os 'Giallorossi' se colocaram à frente, com dois gols de Dzeko. Hazard marcou mais um e sacramentou o empate na capital britânica.

Mesmo sem ter vencido em casa, a equipe dirigida por Antonio Conte ainda lidera a chave, com sete pontos, dois a mais que o adversário. O Atlético de Madrid, que mais cedo empatou com o Qarabag sem gols em Baku, vai ficando para trás e tem apenas dois pontos, um a mais que o representante do Azerbaijão.

O Chelsea atuou mais uma vez no 3-5-2, com David Luiz atuando como volante, à frente da linha de de três zagueiros. Já Willian ficou no banco de reservas.

Na Roma, Eusebio Di Francesco surpreendeu ao escalar o meia Gerson, ex-Fluminense, entre os titulares. Além dele, outros três brasileiros figuraram na formação inicial, o goleiro Alisson, o lateral-direito Bruno Peres e o zagueiro Juan Jesus.

A equipe italiana começou o jogo tendo mais a bola, mas os 'Blues' eram mais efetivos em suas investidas e abriu o placar aos dez minutos do primeiro tempo. David Luiz avançou pela meia esquerda e tentou a enfiada. Juan Jesus cortou, mas deu um presente para o compatriota, que chutou com efeito de fora da área e marcou um bonito gol.

Ficar em vantagem logo cedo era tudo que a equipe londrina queria, já que poderia deixar o adversário com maior posse de bola e investir nos contragolpes. Em mais um deles, aos 20, Hazard disparou pela esquerda e poderia ter rolado para Morata, mas preferiu o passe e parou no goleiro Alisson.

A Roma enfim transformou a maior posse em uma chance mais clara de gol aos 30 minutos. E não foi por qualidade na criação, mas sim por erro da defesa do Chelsea. Naingollan ficou de frente para o gol, mas Courtois evitou o que teria sido o empate.

Hazard voltou a escapar em velocidade aos 36 minutos, depois de ter feito o desarme no campo de defesa. Desta vez, o belga não foi fominha e serviu Morata, que tirou de Alisson com categoria e fez 2 a 0.

Três minutos depois, os 'Giallorossi' diminuíram com bonito gol de Kolarov. O lateral-esquerdo recebeu de Gonalons, aplicou um drible da vaca na marcação e arrematou. A bola desviou em Christensen e entrou.

Os visitantes voltaram melhor para a segunda etapa e partiram em busca do empate. Aos seis minutos, Gerson tirou tinta do travessão em chute de longe, e, aos nove, Courtois cortou com um tapa quando Dzeko preparava para cabecear, em cruzamento de Kolarov.

Conte optou por tirar David Luiz e colocar Pedro, o que acabou enfraquecendo o poder de marcação do Chelsea. A conta começou a ser cobrada aos 18, quando Fazio lançou do campo de defesa até Dzeko, que chutou forte, no alto, e deixou tudo igual.

Sem se dar por satisfeita, a Roma virou o placar aos 24, com mais um gol de Dzeko. Kolarov cobrou falta, o centroavante bósnio se antecipou aos defensores e marcou de cabeça.

A alegria da torcida da equipe italiana durou apenas cinco minutos, tempo de que o atual campeão inglês precisou para igualar em 3 a 3. Pedro, que substituíra David Luiz, desceu pela direita e cruzou para Hazard, que, livre na área, apenas completou para o alvo.

Como diriam os mais antigos, Dzeko estava "endiabrado" e quase marcou seu terceiro no duelo aos 35, em mais um levantamento, agora de Pellegrini. Desta vez, a bola saiu pela linha de fundo.

O jogo foi eletrizante até o fim, com chances de vitória para os dois lados. Aos 43 minutos, Willian ia ficando cara a cara com Alisson, mas dominou mal e facilitou o trabalho do compatriota. Nos acréscimos, aos 46, a Roma também teve a oportunidade, com Florenzi, que arrematou cruzado. Courtois defendeu.



Ficha técnica:.

Chelsea: Courtois; Cahill, Christensen e Azpilicueta; Zappacosta (Rüdiger), David Luiz (Pedro), Fàbregas, Bakayoko e Alonso; Hazard (Willian) e Morata. Técnico: Anotonio Conte.

Roma: Alisson; Bruno Peres, Fazio, Juan Jesus e Kolarov; Gonalons, Nainggolan e Strootman (Florenzi); Gerson (Pellegrini), Perotti (El Shaarawy) e Dzeko. Técnico: Eusebio Di Francesco.

Árbitro: Damir Skomina (Eslovênia), auxiliado pelos compatriotas Jure Praprotnik e Robert Vukan.

Cartão amarelo: Bakayoko (Chelsea).

Gols: David Luiz e Hazard (2x) (Chelsea); Kolarov e Dzeko (2x) (Roma).

Estádio: Stamford Bridge, em Londres.

Esporte