PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Atlético de Madrid tropeça no Qarabag e se complica no grupo C da Champions

Griezmann se lamenta durante a partida do Atlético de Madri contra o Qarabag - REUTERS/David Mdzinarishvili
Griezmann se lamenta durante a partida do Atlético de Madri contra o Qarabag Imagem: REUTERS/David Mdzinarishvili

18/10/2017 15h57

Baku (Azerbaijão), 18 out (EFE).- Semifinalista na última temporada, o Atlético de Madrid se complicou no grupo C da Liga dos Campeões nesta quarta-feira ao empatar sem gols com o Qarabag, que, em casa, somou o primeiro ponto de um time do Azerbaijão na história do torneio.

O grande nome do primeiro tempo no Estádio Olímpico de Baku foi o goleiro Sehic, do campeão azerbaijano, que fez duas lindas defesas em um intervalo de três minutos, em cabeceio de Saúl, aos 37, e em chute forte de Griezmann de fora da área, aos 40. Pouco depois, aos 41, Giménez também tentou de cabeça, após cobrança de escanteio, e tirou tinta da trave direita.

Na etapa final, o time anfitrião se soltou mais e teve algumas oportunidades. Na melhor delas, em enfiada do brasileiro Richard Almeida, Ndlovu foi acionado na área, partiu para o drible e caiu. O árbitro considerou que houve simulação do atacante sul-africano, mostrou o segundo cartão amarelo e o expulsou.

O 'Atleti' então foi para cima trocando passes e abusando do chuveirinho em busca de uma brecha na defesa adversária, mas o gol não saiu. Na melhor chance dos 'Colchoneros' na parte final do jogo, aos 40, o goleiro soltou de maneira estranha em chuta de Griezmann, Fernando Torres brigou no meio e foi derrubado, mas o pênalti não foi marcado.

Depois disso, nos acréscimos, quem mais incomodou foram os donos da casa, em dois contra-ataques perigosos, mas o time madrilenho se livrou de um prejuízo maior.

Com o empate, a equipe do técnico Diego Simeone continua sem vencer nesta edição da 'Champions' e em terceiro lugar no grupo C, com dois pontos, à frente apenas do próprio Qarabag, com um. Chelsea, com seis pontos, e Roma, com quatro farão confronto direto pela liderança ainda hoje no estádio Stamford Bridge, em Londres. EFE

dr/rd
 

Futebol