PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Liverpool massacra Maribor com 3 gols de brasileiros; Sevilla leva 5 do CSKA

17/10/2017 19h17

Maribor (Eslovênia), 17 out (EFE).- Após ter iniciado a campanha de maneira modesta, com dois empates em dois jogos, o Liverpool desencantou na Liga dos Campeões nesta terça-feira ao golear o Maribor por 7 a 0 no estádio Ljudski vrt, na Eslovênia, pelo grupo E, que teve ainda a surpreendente vitória do CSKA Moscou sobre o Sevilla por 5 a 1 na Rússia.

Os 'Reds' mostraram o poder de seu ataque, principalmente na parte inicial do jogo em Maribor e, nos minutos finais, marcou gols por atacado. Salah e Roberto Firmino - que chegou a ser barrado no estádio por ter esquecido a credencial no ônibus - foram os destaques, com dois gols cada. Philippe Coutinho, que teve outra ótima atuação, Oxlade-Chamberlain e Alexander-Arnold completaram o massacre.

O time pentacampeão continental é o líder da chave, com cinco pontos, mesmo número do CSKA, e saldo de gols melhor. O Sevilla caiu para a terceira posição, com quatro, enquanto o Maribor segura a lanterna, com um ponto ganho. Na quarta rodada, no dia 1º de novembro, os confrontos de hoje voltarão a acontecer, mas com mando de campo invertido, na Inglaterra e na Espanha.

O Liverpool não pôde contar com o atacante Sadio Mané, que se machucou a serviço da seleção de Senegal, há dez dias. Dessa forma, Coutinho atuou mais adiantado pela esquerda. No Maribor, a referência no ataque e capitão do time foi o brasileiro Marcos Tavares, que acumula passagens por Grêmio e Atlético-PR.

Os 'Reds' começaram avassaladores e fizeram 1 a 0 com três minutos de bola rolando. Firmino foi o autor do gol, mas boa parte do mérito foi de Salah. O egípcio foi lançado na esquerda, deixou o marcador na saudade com um toque de classe e passou para o atacante brasileiro, que teve apenas o trabalho de completar para o gol.

O segundo poderia ter acontecido três minutos depois, quando Coutinho descolou um bom passe para Milner. O capitão do time visitante limpou e chutou colocado, mas o goleiro Handanovic defendeu.

Aos 12, porém, o goleiro esloveno não conseguiu salvar. Salah aparaceu bem novamente, agora pela direita, e abriu para Milner, que cruzou de primeira. Coutinho chegou batendo e, mesmo sem pegar em cheio na bola, aumentou a vantagem.

O terceiro aconteceu logo em seguida, aos 18 minutos. Salah, que antes havia servido os companheiros, agora apareceu para aproveitar um ótimo passe de Firmino dentro da área e arrematar tirando do arqueiro esloveno.

Acuado até então, o Maribor enfim levou perigo aos 27 minutos, quando Viler driblou Milner e bateu cruzado. Karius ia se complicando, mas fez sua primeira defesa mais difícil na partida.

O lance, no entanto, foi isolado, e os 'Reds' continuaram dominando. Aos 37, Coutinho errou o domínio na ponta esquerda, mas mesmo assim limpou a defesa e arriscou, mas parou na defesa. Logo depois, aos 39, o camisa 10 adiantou para Moreno, que cruzou rasteiro. Na ânsia por marcarem, Firmino e Salah trombaram, mas o egípcio conseguiu completar para a rede.

Após ter "tirado" o gol do atacante brasileiro, Salah tentou "recompensá-lo" aos 42 minutos e deu ótimo passe para o camisa 9, que, entretanto, bateu rente à trave.

O Liverpool voltou do vestiário com o mesmo apetite e se esforçando para dilatar o placar. Aos oito minutos, Coutinho cobrou falta com peculiar categoria, e Handanovic operou um milagre. Um minuto depois, o meia bateu mais uma infração, agora cruzando para a área, Firmino resvalou e assinalou o quinto.

Aos 12 minutos, Oxlade-Chamberlain, que havia substituído Salah, apareceu por trás da zaga e chutou forte por cima do alvo. Foi o último ataque dessa sequência inicial do time pentacampeão europeu, que foi reduzindo o ritmo.

Um novo ataque mais perigoso aconteceu apenas aos 26, em cobrança de escanteio de Moreno. Lovren estava pronto para concluir de cabeça, mas Marcos Tavares se antecipou e fez corte providencial.

Percebendo a queda de rendimento do time, Jürgen Klopp colocou novos atacantes em campo: além de Ox, entraram Sturridge e Solanke, nas vagas de Firmino e Wijnaldum. A ideia deu certo, já que o Liverpool voltou a ser incisivo. Aos 33, Milner alçou na área e Coutinho ficou prestes a fazer mais um, mas a defesa afastou praticamente em cima da linha.

O time inglês insistiu até marcar o sexto, aos 41 minutos. Sturridge recuperou a bola no ataque, após a falha do Maribor na saída para o jogo, e deu para Oxlade-Chamberlain, que dominou, tirou do goleiro e ampliou a diferença.

Quem fechou a conta e o caixão do atual campeão esloveno foi Alexander-Arnold, que chutou da entrada da área e contou com desvio em Suler para superar Handanovic.

Também houve "sacode" na Otkrytie Arena, em Moscou, onde o CSKA surpreendeu o Sevilla com um ataque avassalador. A primeira etapa até foi equilibrada e terminou empatada em 1 a 1. Promes fez 1 a 0 para o time anfitrião, e Kjaer deixou tudo igual.

Depois do intervalo, porém, a partida foi toda do campeão russo, que vazou o goleiro Sergio Rico quatro vezes. Melgarejo, Glushakov, Luiz Adriano e novamente Promes balançaram a rede uma vez cada.

Além de Luiz Adriano, o CSKA contou com outro brasileiro, o volante Fernando, enquanto Pedro Rocha, recentemente contratado junto ao Grêmio, permaneceu no banco. No Sevilla, Paulo Henrique Ganso não ficou sequer entre os reservas.



Ficha técnica:.

Maribor: Handanovic; Milec, Rajcevic, Suler e Viler; Kabha e Vrhovec; Kramaric (Hotic), Ahmedi (Pihler) e Bohar (Mesanovic); Marcos Tavares. Técnico: Darko Milanic.

Liverpool: Karius; Alexander-Arnold, Matip, Lovren e Moreno; Wijnaldum (Solanke), Can e Milner; Salah (Oxlade-Chamberlain), Philippe Coutinho e Roberto Firmino (Sturridge). Técnico: Jürgen Klopp.

Árbitro: Viktor Kassai (Hungria), auxiliado pelos compatriotas György Ring e Vencel Tóth.

Cartões amarelos: Milec, Vrhovec e Hotic (Maribor).

Gols: Roberto Firmino (2x), Philippe Coutinho, Salah (2x), Oxlade-Chamberlain e Alexander-Arnold (Liverpool).

Estádio: Ljudski vrt, em Maribor (Eslovênia).

Esporte