PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Brasil reencontra adversário da estreia de Tite pelas Eliminatórias para Copa

30/08/2017 11h24

Porto Alegre, 30 ago (EFE).- No dia 1º de setembro de 2016, Tite estreava no comando da seleção brasileira, que estava fora da zona de classificação para a Copa do Mundo, vencendo o Equador, rival que reencontrará nesta quinta-feira, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, com a vaga já garantida por antecipação.

"De férias" há cinco meses, as Eliminatórias para o torneio, que acontecerá no ano que vem, na Rússia, já tem os pentacampeões mundiais garantidos matematicamente. O Brasil ocupa a primeira posição, com 33 pontos, já nove pontos a frente da vice-líder, Colômbia, e 11 distante da Argentina, quinta colocada.

A vaga no Mundial veio na rodada passada, em que a seleção bateu o Paraguai, na Arena Corinthians, por 3 a 0. Horas depois, o Peru derrotou o Uruguai por 2 a 1, no último resultado dentro da combinação necessária para selar a classificação direta.

Apesar do dia 28 de março de 2017 ficar marcado como o dia do carimbo no passaporte para a Rússia, o 1º de setembro do ano anterior, certamente, deverá ficar eternizada. Tite estreava após suceder Dunga, que deixava a equipe verde e amarela na sexta posição, com nove pontos conquistados em seis jogos.

A queda do capitão do tetra aconteceu pelos maus resultados nas Eliminatórias, mas também pela queda na primeira fase da edição especial de centenário da Copa América. Na campanha, a seleção chegou a empatar com o mesmo Equador em 0 a 0, no Rose Bowl, em Pasadena.

O ex-técnico do Corinthians montou 11 inicial em Quito com Alisson; Daniel Alves, Marquinhos, Miranda e Marcelo; Casemiro, Paulinho e Renato Augusto; Willian, Neymar e Gabriel Jesus, o que representava sete mudanças com relação a derrota para o Peru, na rodada derradeira do torneio disputado nos EUA.

Curiosamente, a escalação deve se repetir integralmente nesta quinta-feira em Porto Alegre, isso porque, Philippe Coutinho, que chegou a ganhar a posição de titular, ficará fora. O jogador está no meio de uma batalha entre o Barcelona, que quer contratá-lo, e o Liverpool, que não quer negociá-lo.

Depois de ficar sem atuar no clube inglês, alegando dores nas costas, o meia foi avaliado na chegada no Brasil, sem que fosse constatado problema. Mesmo assim, Tite deixará o ex-Vasco no banco de reservas, dando mais uma oportunidade para Willian.

Os equatorianos, que há um ano estavam na vice-liderança das Eliminatórias, com 13 pontos, também tiveram uma guinada na campanha, mas negativa, só marcaram mais sete nos oito jogos seguintes. Agora, a 'Tri' ocupa a sexta colocação, fora da zona de classificação para a Copa.

A seleção comandada pelo argentino naturalizado boliviano Gustavo Quinteros se concentrou para o jogo na cidade de Viamão, na região metropolitana de Porto Alegre, mesmo local escolhido para ser o quartel-general da equipe do país durante a Copa do Mundo de 2014.

Para o jogo, o zagueiro Luis Caicedo, ex-Cruzeiro, e o volante Jefferson Orejuela, do Fluminense, ficam de fora por suspensão. Os dois estão na lista de convocados para este duelo e o contra o Peru, na próxima terça-feira, em Quito, pela próxima rodada.

A escalação para o jogo é um mistério, já que a seleção equatoriana fez treinos fechados no Brasil. Pelas atividades realizadas ainda no CT, antes do embarque, a expectativa é por uma equipe que tente agredir a equipe de Tite, com Antonio e Enner Valencia, Cazares, do Atlético Mineiro, e Felipe Caicedo.

Depois de encarar a 'Tri', a seleção brasileira enfrentará na próxima terça-feira a Colômbia, pela 16ª e antepenúltima rodada das Eliminatórias. O jogo está marcado para acontecer no Estádio Metropolitano Barranquilla.



Prováveis escalações:.

Brasil: Alisson; Daniel Alves, Marquinhos, Miranda e Marcelo; Paulinho, Casemiro e Renato Augusto; Willian, Neymar e Gabriel Jesus. Técnico: Tite.

Equador: Banguera; Velasco, Achilier, Arboleda e Ayoví; Quiñonéz, Noboa, Antonio Valencia e Cazares; Enner Valencia e Felipe Caicedo. Técnico: Gustavo Quinteros.

Árbitro: Mario Díaz de Vivar (Paraguai), auxiliado pelos compatriotas Milciades Saldívar e Rodney Aquino.

Estádio: Arena do Grêmio, em Porto Alegre.

Esporte