PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Após decisão da CAS, Sampaoli diz que jogo contra o Uruguai será determinante

29/08/2017 20h51

(Corrige 3º parágrafo).

Buenos Aires, 29 ago (EFE).- Mantida na quinta colocação das Eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2018 depois da decisão da Corte Arbitral do Esporte (CAS) de ratificar a punição à Bolívia, a Argentina ficou ainda mais pressionada a não perde para o Uruguai nesta quinta-feira em Montevidéu, como admitiu o técnico da 'Albiceleste' nesta terça.

"Partidas como esta são determinantes. Um resultado ruim no Uruguai nos obrigará a conquistar os nove pontos que vão restar. Está em nós ter paciência e consciência de que este jogo não determina tudo, restam quatro finais, mas certamente vai ser determinante. Cada ponto que pudermos somar nos vai levar a estados de ânimo distintos", comentou o treinador.

A Argentina tinha a expectativa de assumir a quarta posição da classificatória da Conmebol antes mesmo de entrar em campo. Entretanto, a CAS manteve a punição aos bolivianos por terem escalado o zagueiro Nelson Cabrera de maneira irregular no empate com o Chile em 0 a 0 e na vitória sobre o Peru por 2 a 0.

Dessa forma, a 'Albiceleste', com 22 pontos, continua atrás da atual bicampeã da Copa América, que tem 23 e está em quarto. O Peru é sétimo colocado com 18 pontos, enquanto a Bolívia é penúltima, com dez, e já não tem chances de ir ao Mundial.

"Para este jogo, a preparação é feita muito antes. A ideia de conversar com cada jogador tem a ver com a possibilidade de que se entendam bem no gramado. Tentamos escalar jogadores que juntos tirem o melhor de si e que façam o ataque argentino ser algo mais que nomes próprios", explicou Sampaoli, que nesta terça comandou o primeiro treino com elenco completo.

Esporte