PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Seis jogadores de time de rúgbi francês são acusados de estupro coletivo

Peter Kimlin seria um dos jogadores do FC Grenoble envolvido em um caso de estupro coletivo - Sandra Mu/Getty Images
Peter Kimlin seria um dos jogadores do FC Grenoble envolvido em um caso de estupro coletivo Imagem: Sandra Mu/Getty Images

22/03/2017 11h28

Paris, 22 março (EFE).- Seis jogadores do FC Grenoble, que disputada a primeira divisão do Campeonato Francês de rúgbi, foram detidos nesta quarta-feira em Bordeaux, por serem suspeitos de violentar uma mulher, de 21 anos, no último sábado.

O crime que está sendo investigado teria acontecido em uma boate da cidade localizada no sudoeste do país. A jovem afirma ter sido dopada e levada, em seguida, a um hotel, local onde relata ter sido feito o estupro coletivo, de acordo com informações veiculadas pela rádio "France Bleu".

Os seis jogadores, dois irlandeses, um neozelandês, um australiano, um sul-africano e um francês, chegaram nesta manhã à delegacia de Bordeaux, três deles acompanhado de advogado. Todos passariam por interrogatório, na condição de suspeitos.

De acordo com a rádio, os seis jogadores seriam: Rory Grice, Dylan Hayes, Peter Kimlin, Loïck Jammes, Denis Coulson e Chris Farrell.

O FC Grenoble, vice-lanterna do Francês, divulgou comunicado em que diz que não se pronunciará sobre o caso, para "não interferir no caso", mas, em se confirmando as acusações, "reagiria de maneira apropriada".

A polícia de Bordeaux tem prazo até a próxima sexta-feira para interrogar os seis jogadores, antes de apresentá-los a um juiz, para eventual acusação.
 

Esporte