PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Suárez minimiza ausência na final do prêmio de melhor do mundo da Fifa

13/12/2016 15h46

Montevidéu, 13 dez (EFE).- O atacante uruguaio Luis Suárez, do Barcelona, minimizou a ausência entre os finalistas do prêmio de melhor jogador do mundo da Fifa, que será entregue em 9 de janeiro do ano que vem, e ainda cutucou as indicações.

"Priorizo o grupo e o que se ganha no nível coletivo. Não dou muita importância a isso e, além do mais, sempre disse que há jogadores com mais marketing do que eu", afirmou o jogador, em entrevista concedida ao jornal "Ovación".

No início deste mês, a Fifa anunciou que o argentino Lionel Messi, também do Barcelona, o português Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, e o francês Antoine Griezmann, do Atlético de Madrid, são os três jogadores que seguem na disputa pelo prêmio.

Suárez ainda aproveitou para falar sobre a briga dos jogadores da seleção para receber direitos de imagem no período em que atuam defendendo o Uruguai, cobrando que não sejam deixados de lados nas negociações.

"Vamos lutar até o final para que haja independência nas relações e decisões da federação". Não seremos mais cúmplices passivos dessas palhaçadas", disparou o atacante do Barça.

'Luisito' garantiu que o futebol uruguaio "tem condições de gerar muito mais receita", mas que o dinheiro não deveria ficar com intermediários, que negociam os contratos da federação do país.

Esporte