PUBLICIDADE
Topo

Esporte

CAS dobra suspensão por doping de tricampeã da Maratona de Boston a 4 anos

Timothy A. Clary/AFP
Imagem: Timothy A. Clary/AFP

26/10/2016 10h34

Redação Central, 26 out (EFE).- A Corte Arbitral do Esporte (CAS) ampliou a suspensão da maratonista queniana Rita Jeptoo de dois para quatro anos, após a apelação da Federação Internacional de Atletismo (IAAF) contra a atleta, que foi flagrada em exame antidoping em setembro de 2014.

Jeptoo, de 33 anos, três vezes vencedora da Maratona de Boston, testou positivo para eritropoetina (EPO), sendo punida inicialmente por dois anos. A CAS, no entanto, aceitou hoje o recurso da IAAF que apontava para circunstâncias agravantes, que deveriam ampliar a pena.

Além da suspensão passar a acabar agora em 30 de outubro de 2018, a multa imposta a atleta também passa a ser de 15 mil francos suíços (R$ 47 mil), como indenização à Federação Internacional de Atletismo, pelos custos do processo.

A queniana ainda perdeu os títulos obtidos em 2014 nas maratonas de Boston e Chicago, duas das mais importantes do mundo.

Por causa da primeira decisão da CAS, Jeptoo já havia ficado fora do Campeonato Mundial de atletismo, realizado em Pequim, em 2015, e dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, neste ano.

Esporte