PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Mãe e filhos são detidos por suposta relação com assalto a ônibus de time

Jogadores do Trujillanos sofreram assalto na última segunda-feira - AFP PHOTO / FEDERICO PARRA
Jogadores do Trujillanos sofreram assalto na última segunda-feira Imagem: AFP PHOTO / FEDERICO PARRA

EFE

24/09/2016 19h57

Uma mulher e os três filhos, um deles menor de idade, foram detidos, acusados de envolvimento no assalto ao ônibus do Trujillanos, que disputa a primeira divisão do Campeonato Venezuelano, na última segunda-feira, informou neste sábado o Ministério Público do país.

De acordo com comunicado emitido pelo órgão, Marcelina Guipe, de 58 anos, as filhas Nancy, de 32, e Yolanda, de 38, além do adolescente, de 16, foram localizados, estando com diversos pertences que foram levados da delegação do clube, durante viagem de Maturín para Valera.

Todos os envolvidos foram acusados formalmente por crime de "aproveitamento de objetivos provenientes de um crime" e de associação para cometer algum tipo de delito, de acordo com o Ministério Público.

A mãe e as duas filhas estão presas em uma delegacia do setor de El Hatillo, no estado de Anzoátegui, enquanto o menor de idade ficará em um centro especializado, na cidade de Barcelona. Ele terá que se apresentar a cada oito dias a um tribunal.

Na madrugada da segunda-feira, a delegação do Trujillanos voltava para a cidade de Valera, após derrota para o Monagas por 2 a 1. Por volta de 2h30 (hora local), quando o ônibus do clube foi interceptado por vários assaltantes armados, que roubaram diversos pertences.
 

Esporte